Marques de Souza recebe dez cisternas do governo do RS

A Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS) assinou na última quarta-feira, dia 6, convênio para a construção de dez cisternas, com recursos da Participação Popular e Cidadão (PPC) e do programa Irrigando a Agricultura Familiar, no município de Marques de Souza. O ato foi realizado na Câmara de Vereadores e contou com a presença diretor do departamento de Infraestrutura da SDR (Dinfra), Vilmar Galvão; do coordenador regional da SDR, Mauro Stein e do prefeito, Ricardo Kich, além de secretários, vereadores, representantes de conselhos, técnicos da Emater/RS-Ascar e agricultores familiares.

As dez cisternas servirão para a captação e o armazenamento de água destinada à produção agropecuária nas propriedades dos beneficiários. O objetivo é melhorar a condição de produção agrícola e a qualidade de vida das famílias envolvidas. O investimento total será de R$ 112 mil reais, cabendo ao Estado, por meio da SDR, o repasse de R$ 86.400 para as construções. As obras devem iniciar já no próximo mês, depois de passado o processo licitatório. À Emater/RS-Ascar coube a elaboração dos projetos e a assistência técnica na execução.

Para Galvão, o tema da água merece a maior atenção. Em sua avaliação, vivemos em uma região afortunada, com abundância de chuvas e disponibilidade permanente dos mananciais. “O problema é que, em muitos casos, não nos preocupamos em guardar a água, em reservá-la para os períodos de maior escassez”, diz. Para o diretor do Dinfra, projetos como o do Programa auxiliam nesse sentido. “É um investimento que representa retorno imediato, simbolizando também a profissionalização da agricultura familiar”, avalia.

O prefeito Ricardo Kich celebrou a conquista, que representa o processo de fortalecimento da agricultura familiar vivenciado pelo município. “Em Marques de Souza, mais de 70% do Valor Adicionado Fiscal (VAF) é proveniente do setor primário, sendo normais os investimentos voltados aos nossos produtores. Ano que vem serão mais cinco cisternas”, enfatizou.

Já o coordenador regional da SDR, Mauro Stein, lembrou a importância dos programas da SDR desenvolvidos no município – Agroindústria Familiar, Leite Gaúcho, além do de irrigação – e do Conselho Municipal de Agricultura (Comagri), pelo esforço permanente no sentido de dar o suporte e levar as políticas públicas para os agricultores. Stein reforçou a meta estabelecida pelo Governo do Estado de finalizar, até 2014, mais de 280 obras de irrigação, reservação e usos múltiplos de água, no Vale do Taquari.

Produtores comemoram

Presentes à formalidade, os agricultores familiares Germano Machado, da localidade de Vasco Bandeira e Tiago Brock, de Linha Orlando, comemoraram o ato de assinatura do convênio que possibilitará a ambos, a construção de uma cisterna capaz de armazenar 120 mil litros de água. Para Machado, que produz frangos e suínos pelo sistema de integração, esta será uma maneira de garantir a dessedentação de seus animais nos períodos de maior escassez de água no ano. “Nas épocas de maior calor, o consumo diário de água pode chegar a até 15 ou 20 mil litros por dia, sendo só o sistema de nebulização para as aves, responsável pelo consumo de três mil litros diários” observou.

Para Brock, de 23 anos, o desafogo em relação ao consumo da água na agricultura será ainda maior do que o de Machado. Produtor, ao lado dos pais e da irmã, de bovinos de leite e de aves, chega a consumir nos períodos de maior calor, mais de 25 mil litros de água por dia com seus animais. Assim que soube do projeto para a construção de cisternas no município, se inscreveu. “Para nossa família, a construção do reservatório é fundamental para a continuidade na atividade, já que o poço artesiano está quase seco. E, sem água, acabamos sem produção em boa parte do ano” enfatizou.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...