Lideranças cobram a liberação de novas cotas de milho via Conab

Na avaliação das lideranças dos pequenos agricultores, a disponibilidade de milho para o trato dos animais via Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está se distanciando da necessidade dos produtores. De acordo com informações da diretoria do Sindicado dos Trabalhadores Rurais (STR) de Lajeado, no mês de dezembro a entidade avisou os proprietários dos animais para fazerem as encomendas e, para frustração geral, quando os pedidos foram apresentados, veio o retorno de que o produto estava esgotado. Na semana passada, uma nova remessa foi anunciada e novamente o prazo está encerrando, destacaram os dirigentes sindicais.

Na reunião de janeiro da Regional dos Sindicatos de Trabalhadores Rurais do Vale do Taquari, foi sugerido que se pleiteasse à companhia a permissão para que os proprietários de plantéis menores de animais pudessem adquirir o milho equivalente a dois ou até três meses de uma só vez. Isso evitaria que a compra se tornasse inviável pelo custo do transporte. Esta reivindicação será apresentada pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) aos responsáveis pela liberação do produto.

Posição da Cesa

Na unidade da Companhia Estadual de Silos e Armazéns, com sede em Estrela, um dos pontos de distribuição de milho para consumo aos produtores da região, a informação que se obteve é de que existe produto disponível, já que os estoques estão sendo repostos quase que diariamente com matéria-prima vinda do Mato Grosso. Ledo Fioravante Daruy, responsável pela unidade, admite, no entanto, que as liberações da Conab foram restringidas, mas não soube informar o motivo do fato.

O prazo para a retirada de produto da última cota de milho, liberada para o Vale do Taquari, encerrou-se na última quinta-feira, dia 16. A expectativa de muitos agricultores é de que novas liberações sejam anunciadas nos próximos dias, já que continua havendo demanda para abastecimento das criações.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...