Liberado uso da estação férrea de Colinas para trem turístico

O projeto do Trem Turístico do Vale do Taquari está um passo mais próximo de se tornar realidade. Na primeira semana de fevereiro, o prefeito de Colinas, Irineu Horst, esteve em Brasília para tratar sobre o tema com representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

Com a negociação, garantiu-se a cessão da estação ferroviária do município por 20 anos. Segundo Horst, o contrato permite que a Prefeitura faça a recuperação do prédio, trabalhe em melhorias da sua infraestrutura e a utilize como uma das paradas para o trem turístico. “O Dnit entendeu que essa estrutura, um patrimônio da União, estava abandonada e sem utilização, e percebeu que é vantajosa a proposta do município de restaurar, conservar e utilizar aquele prédio”, justifica.

Uma reunião está prevista para o dia 8 de março entre uma comitiva dos municípios interessados, a América Latina Logística (ALL) – administradora dos trilhos – e a Serra Verde Express, empresa que prestará o serviço voltado ao turismo. O encontro terá a participação também de representantes da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), responsável por mediar a negociação.

Saiba mais

Segundo o prefeito, Colinas é a primeira cidade a conseguir a liberação da estrutura por parte do Dnit. Além do município, Estrela, Muçum, Roca Sales, Dois Lajeados, Vespasiano Corrêa e Guaporé deverão compor o roteiro turístico ferroviário, em planejamento desde 2014.

Embora as negociações estejam avançando, ainda não há prazo para que o trem turístico entre em funcionamento. Segundo o presidente interino da Amturvales, Leandro Carlos Pitol, uma reunião deve ocorrer na segunda-feira para que Horst apresente os avanços aos demais prefeitos.

Na próxima sexta-feira, dia 26, uma assembleia da associação deve definir o novo presidente da entidade. Valnei Cover, prefeito de Dois Lajeados, é o nome mais cotado. No entanto, o gestor municipal garante que nada está definido e que a possibilidade ainda está sendo estudada. O novo presidente deverá assumir as negociações para agilizar a instalação do trem turístico na região.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...