Lasier Martins defende renovação do Congresso como forma de mudar o Brasil

Com uma apresentação dinâmica, o advogado e ex-comentarista dos grupos RBS e Caldas Júnior, Lasier Martins, prendeu a atenção de lideranças empresariais, autoridades políticas e comunidade que participaram da reunião almoço (RA) promovida na última quinta-feira, dia 10, pela Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Câmara de Indústria Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT). Questionado sobre suas posições e o desafio de mudar o sistema vigente na administração pública federal, o comunicador defende a renovação do Congresso (Senado e Câmara) como uma das formas de começar a buscar a mudança na estrutura de poder no país.

O presidente da Acil, Alex Schmitt, agradeceu a participação dos associados e comunidade. Comentou que as portas da entidade sempre estarão abertas para palestras e debates visem trazer conhecimentos e posições definidas para os empresários e a economia regional.

Qualificação profissional

Em sua fala, Lasier discorreu que o Vale do Taquari pode receber ainda mais indústrias, “São as indústrias que movimentam a economia local. Sem as indústrias não temos os produtos que vão para o comércio”. Porém, o palestrante frisou que o país não tem mão-de-obra qualificada e que, em várias coberturas jornalísticas, ouviu empresários se queixando de que não há gente capacitada para trabalhar. “O emprego existe, gente querendo trabalhar também, mas não se encontra a qualificação que o mercado de trabalho exige.”

Destacou a dominância da China na produção e comércio mundiais. O Brasil exporta matéria-prima e os chineses manufaturados. “Nossa política é predatória. Somos apenas provedores dos grandes produtores mundiais”, alerta.

Também destacou o recente rebaixamento na posição brasileira no contexto mundial dos indicadores econômicos promovido pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, o que nos coloca em posição de desvantagem perante outros competidores internacionais.

Educação é a saída

Lasier comenta que a educação é um ponto ao qual precisa ser dado atenção total “Nada altera mais a vida de uma pessoa do que a educação. Ela é a saída para emancipar a população, principalmente a grande massa de analfabetos.” Além disso, a educação é o “ponto de partida para podermos buscar a qualificação que o empresariado precisa”, adianta.

Integraram a mesa principal, ao lado de Lasier e Schmitt; o vice-prefeito de Lajeado, Vilson Haussen Jacques Filho; o vice-presidente da Câmara de Vereadores, Sérgio Rambo, e o presidente da CIC-VT, Ito José Lanius.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...