Languiru investe R$ 1,5 milhão em Tecnologia da Informação

Estrutura da cooperativa passa a ser uma das melhores do interior do Rio Grande do Sul

Teutônia – A Cooperativa Languiru está investindo cerca de R$ 1,5 milhão em Tecnologia da Informação (TI) com a instalação de dois novos data centers que abrigam os servidores da empresa. A estrutura, que segue padrões elétricos e lógicos, conta com sensores de fumaça, umidade e temperatura, câmeras de monitoramento interno e externo, servidores novos de última geração e cabeamento óptico, que garantem segurança e replicação dos serviços e dados.

O investimento representa um novo momento da Languiru com relação à TI. “As novas tecnologias implantadas nesta infraestrutura criam a expectativa de que a partir de agora os serviços passam a receber melhorias surpreendentes. Não se trata apenas de investimento em servidores, mas sim tudo que está por trás disso. Para termos um bom serviço nos terminais e sistemas de informação da cooperativa, precisamos de estrutura física e lógica madura e capacitada”, destacam Luiz H. Strate e Waldir Luersen, do setor de Tecnologia da Informação da cooperativa.

“O investimento em TI tornou-se imprescindível para atender o crescimento da cooperativa, da ordem de 25% ao ano no seu faturamento, com o advento de novos negócios e a diversificação de atividades. É necessária agilidade nas decisões e eficiência nos controles internos, de maneira segura, para melhora dos processos de gestão administrativa”, enfatiza o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer.

Estrutura

A estrutura oferece condições perfeitas para alocação dos novos equipamentos, servidores de alta performance e capacidade de processamento. Além da segurança do próprio sistema, o local que abriga os equipamentos é seguro, com nova rede elétrica e refrigeração adequada, monitoramento e sensores inclusive de intrusão.

“Com o grande crescimento da cooperativa em todas as suas áreas de atuação, o investimento se fez necessário. Cada novo empreendimento, cada novo associado ou funcionário, reflete diretamente nesse processo. Por isso estamos implantando um sistema de alta performance e disponibilidade, resistente a falhas de equipamentos, softwares e energia. Seu principal objetivo é manter os serviços sempre disponíveis e, com isso, proporcionar a todos maior desempenho e segurança em suas atividades”, explicam Luersen e Strate.

O gerente de relacionamento da IBM Brasil, Afranio Olivio Colussi, elogia o investimento da cooperativa. “A Languiru passa a ter uma das mais modernas infraestruturas de TI do interior do Rio Grande do Sul, provendo segurança e confiabilidade a suas aplicações e, consequentemente, a seus cooperados. O projeto inclui a nova tecnologia desenvolvida pela IBM chamada Pure System Enterprise, com servidores System X e a linha de servidores Power da IBM, bem como armazenamento com o storage V7000. Este robusto ambiente atende às premissas da Languiru de alta disponibilidade, alta capacidade de processamento, virtualização de servidores, gerenciamento simples, escalabilidade e segurança.”

O projeto foi iniciado em outubro de 2012. A parte física e lógica está concluída e atualmente as equipes trabalham no processo de instalação e configuração dos softwares utilizados pela Languiru. A cooperativa, juntamente com sua equipe de TI, contratou as empresas PlugSet Informática, PowerSolutions, TI Service e IB Elétrica para execução dos serviços. A expectativa é de que o novo data center e seus equipamentos entrem em operação até o final do mês de maio.

“Estamos orgulhosos em podermos nos posicionar de forma inovadora neste segmento e sermos reconhecidos como uma das mais modernas estruturas de TI no interior do Estado, motivo de satisfação para a família Languiru”, conclui o presidente Bayer.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...