Jovens reúnem-se em primeiro encontro de 2014

Em continuidade ao Projeto Sucessão Rural a Dália Alimentos promoveu a formação de mais duas turmas. Idealizadora da iniciativa que começou de forma piloto no ano passado, a cooperativa iniciou as atividades na última quarta-feira, dia 5, com a primeira turma do ano. Nesta edição, o projeto inova com a abertura de dois grupos: um para o primeiro e outro para o segundo semestre de 2014.

As inscrições para o primeiro grupo foram encerradas no mês de fevereiro, com a adesão de 20 jovens dos municípios de Anta Gorda, Ilópolis, Putinga, Progresso, Vista Alegre do Prata, Guaporé e Marques de Souza. A abertura das atividades do primeiro grupo contou com a presença do presidente do Conselho de Administração da Dália Alimentos, Gilberto Piccinini, do responsável pelo conteúdo do projeto, professor Lucildo Ahlert, e dos jovens participantes.

Piccinini deu as boas-vindas aos jovens, promoveu uma reflexão e apresentou os motivos que levaram a cooperativa a focar um projeto dedicado ao jovem. “O que queremos é manter a ideia de planejar, projetar, trabalhar o conhecimento e formar futuras lideranças.” O presidente também falou sobre cooperação, cooperativismo e o papel das cooperativas. Destacou, ainda, a importância do projeto iniciado em 2013, de forma piloto, e que neste ano amplia com novidades, para formação de duas turmas.

Na sequência, Ahlert apresentou uma dinâmica, a fim de integrar os jovens participantes. Cada um apresentou-se e citou os motivos que os levaram a participar do projeto. Todos enfatizaram que sua inscrição teve o objetivo de aprender noções de gerenciamento da propriedade, com relação a gastos e custos. “É muito bom observar este interesse nos jovens, afinal, são eles os sucessores de seus pais e os futuros gerenciadores das propriedades.”

O próximo encontro está marcado para o dia 24 de março, com uma visita técnica à propriedade de Adolfino Parisotto, em Anta Gorda. Nesse dia será conhecido o modelo de sucessão na propriedade que tem como atividades suínos e bovinocultura leiteira.

Casal participativo

Em um relacionamento sério há quatros anos, os namorados Maicon Matiello (24) e Fabiane Zampeze (18), ambos de Guaporé, encontraram no projeto uma alternativa para auxiliar os pais no gerenciamento da propriedade agrícola.

Ela recebeu o convite para participar e incentivou o namorado a também se inscrever para os encontros. Maicon é quem administra o rebanho de gado leiteiro na propriedade dos pais, em Linha Quarta, e pensa na ampliação do plantel e no volume de leite. Hoje são 450 litros de leite produzidos diariamente e 25 animais.

Fabiane mora em Linha Três de Maio e também auxilia a família que produz 1,5 mil litros de leite ao dia. “A gente quer aprender a administrar os custos e os gastos de produção, para ajudar mais em casa”, diz ela. “Hoje em dia saber administrar o nosso próprio negócio e muito importante. Espero sair daqui com um grande aprendizado”, complementa ele.

Os encontros

No total serão 15 encontros mensais, de março de 2014 a maio de 2015. Conforme Ahlert, o projeto recebeu mudanças no que tange à sistemática dos encontros e do conteúdo. As aulas serão dividas em uma hora de conteúdo teórico, uma hora para discussão em grupo de aspectos práticos do conteúdo e o restante do tempo será destinado à preparação dos registros de dados.

Cada jovem participante também terá uma tarefa como dever de casa, com levantamento de dados e envio via e-mail ao professor. Uma auto avaliação sobre o módulo estudado será enviada pelos participantes como exercício e, para complementar, em cada encontro será feita uma avaliação.

Quanto ao teor dos encontros, o docente explica que foram acrescentados novos conteúdos, com maior tempo para a análise de balanços, elaboração dos projetos, incluindo um módulo específico sobre o tema Sucessão Rural. Outra modificação será a apresentação do projeto como um trabalho de conclusão de curso. Cada jovem terá que fazer um projeto pautado no conteúdo estudado, com melhorias e investimentos para a propriedade da família. “Esse trabalho será apresentado em grupo e para os conselheiros da cooperativa, como resultado final dos meses de trabalho”, explica o professor.

Outra ideia do docente é promover um intercâmbio com os jovens que se formaram na primeira turma do projeto, em 2013, reunindo todos para uma tarde com troca de informações e experiências. “O projeto tem o objetivo de contribuir na formação profissional de jovens rurais associados à cooperativa, através de um programa de encontros sistemáticos para estudo e discussão de temas relacionados à gestão de empreendimentos rurais e implantação de sistemas informatizados de gestão de custos de produção em propriedade rurais, para promover a inserção dos jovens nas atividades rurais e assim contribuir na sua sucessão”, elucida o docente.

Saiba mais

O projeto Sucessão Rural visa desenvolver conhecimentos de gestão com jovens produtores rurais cooperativados nos municípios de abrangência da Dália Alimentos, auxiliando na promoção da sucessão nas propriedades rurais.

O público alvo são os jovens, filhos de proprietários rurais com atividades preferenciais de leite ou suínos, associados da cooperativa. Os participantes devem residir na propriedade, participar das atividades realizadas e terem interesse em serem os sucessores.

As atividades serão desenvolvidas de forma dinâmica, aliando a teoria à prática, partindo com a divulgação do programa com datas, locais, sistemática e definição de conteúdos programáticos a serem desenvolvidos, tanto em termos de encontros mensais quanto de visitas sistemáticas.

A implementação e operação se desenvolverá de duas formas: encontros mensais e duas visitas sistemáticas às propriedades dos participantes para implementação de sistemas de gestão. Os encontros mensais, que terão a duração máxima de três horas, serão realizados na sede da cooperativa e contarão com palestras; aulas expositivas dialogadas; apresentação, análise e discussão de dados gerenciais das propriedades dos envolvidos.

Na capacitação, através de reuniões, serão discutidos os itens que fazem parte do processo de gestão, definidas as tarefas a serem realizadas pelos integrantes nas suas propriedades e análise das dúvidas e problemas existentes em relação às tarefas já realizadas.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...