IV Jornada Técnica Ambiental destaca a energia solar gratuita e saneamento urbano no Vale do Taquari

O aproveitamento da energia solar gratuita, praticamente inesgotável e as metas de saneamento urbano para Lajeado e Vale do Taquari foram os temas dominantes da IV Jornada Técnica Ambiental. O evento integrou a programação da semana acadêmica do curso de Biologia da Univates e foi realizado no Jardim Botânico tendo como destaque as palestras de experientes profissionais ligados à área ambiental. A Jornada teve a promoção da Unidade Parceiros Voluntários Lajeado (UPV), Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Centro Universitário Univates.

Energia solar

O primeiro palestrante da noite foi o engenheiro eletrônico Luis Maccarini, especialista em sistemas de geração fotovoltaica e veículos elétricos. O engenheiro apresentou o tema “Energia Fotovoltaica e Carros Elétricos – para um futuro melhor, livre de combustíveis fósseis e centrais nucleares”. Maccarini explicou a teoria e os principais conceitos ligados à geração sustentável de energia elétrica a partir do Sol.

Exemplificou instalações geradoras que ele mesmo construiu e reviu mitos relativos ao uso da energia solar como baixa eficiência, custo elevado e dificuldade de armazenamento da energia. O palestrante traçou um paralelo entre a geração de energia e a mobilidade sustentável através de veículos elétricos. Maccarini já implantou dezenas de geradores solares fotovoltaicos no RS, Santa Catarina e Paraná. Atualmente, é o responsável técnico pela matriz energética do Condomínio Ecológico Portal do Sol, em São Francisco de Paula, RS.

Saneamento

Após a apresentação de Maccarini, foi a vez do sociólogo formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) Tarcísio Zimermman, atual diretor presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Zimermman palestrou sobre o tema “Os investimentos públicos em saneamento, mais saúde e qualidade de vida para os gaúchos”. Segundo Ziemermman, a Corsan tem o desafio de abastecer com água 98% da população de 320 cidades do Estado. Disse que, nestes mesmos municípios, a Corsan trata 15% do esgoto. “Nosso desafio é de tratar 75% dos efluentes domésticos até 2025”, enfatizou.

O presidente da Corsan destacou a importância de eventos como a Jornada Técnica para o debate de assuntos relativos à água, destinação do esgoto, e proteção do meio ambiente. “Nós, seres humanos, somos apenas sócios da natureza e não donos. Por isto, é nossa responsabilidade cuidar bem daquilo que não nos pertence”, finalizou.

A jornada teve o patrocínio da Corsan. E contou com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente de Lajeado, Agea Marketing e Comunicação, Bahluarte Objetos, Docile Alimentos, Bebidas Fruki, Sorvebom, Univale, Ereno Döor Transportes e Transportes Scherer.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...