Ibramate apresenta plano de ação para 2015

Desde que sua sede foi instalada em Ilópolis, as ações em prol do fortalecimento da cadeia produtiva da erva-mate têm ganhado ainda mais força. Isso porque o secretário executivo do Instituto Brasileiro da Erva-Mate (Ibramate), Roberto Ferron, tem intensificado as articulações necessárias ao objetivo da entidade. Independentemente do planejamento estratégico elaborado para o quadriênio 2014/2019, a entidade apresenta um plano de ação com execução a curto prazo. “São ações e projetos para este ano”, frisa Ferron.

Dezessete itens compõem o calendário. Muitos deles, além de envolver os profissionais da cadeia produtiva, envolvem alunos e outras entidades locais e regionais. Ferron lembra, entretanto, que, por trás de cada uma das ações pontuais programadas para este ano, está a defesa dos interesses do setor. Como exemplo, ele menciona a recém-criada Câmara Arbitral da erva-mate, por meio da qual produtores, industriários e comerciantes que se sentirem prejudicados no comércio de seus produtos poderão solicitar ao órgão uma assembleia. Nela, será definido o preço referência, que deverá ser praticado por todos os membros do segmento em questão. “Por essas e outras questões é que fica evidente a força, o peso e o preparo que cada entidade deve ter ao sentar-se para discutir pontos conflitantes em qualquer segmento”, ressalta.

Calendário de ações do Ibramate para 2015

  • Associação de Produtores: Associação de produtores por grupos de interessados. Associação de produtores com apoio das indústrias ervateiras.
  • Programa “Mateando nas Escolas”: Implementar novas ações no programa realizando mateadas nas escolas e universidades.
  • Propaganda institucional sobre chimarrão e erva-mate: Buscar patrocínio no Banrisul, Badesul, Sulgás e Corsan, a fim de atender a este objetivo.
  • Dia do Chimarrão – 24 de Abril: Apoiar e participar de evento a ser realizado em Porto Alegre.
  • Capacitação: Realizar um Fórum de produtores de erva-mate e suas entidades representativas
  • Evento: Promover a festa da colheira da erva-mate
  • Caravana Mate Brasil: Programa para divulgação e marketing da erva mate nos demais estados do Brasil.
  • Confraria do Mate e Sabores do Mate: Lançamento na Festa das Etnias, em Ilópolis, no período de 13 a 15 de março.
  • Passeio ciclístico Rota da Erva-Mate: Ciclo-turístico dos Ervais, envolvendo os 12 municípios da região alta do Vale do Taquari.
  • Cursos de Gastronomia e Culinária de Erva-Mate: Realizar cursos de gastronomia e culinária em parceria com diversas instituições, pólos ervateiros regionais e empresas ervateiras.
  • Processo histórico da Erva-Mate: Reestruturar o processo histórico da erva mate em Ilópolis.
  • I Encontro Anual da Família Ervateira: Realizar evento festivo anual, envolvendo todos os atores da Cadeia Produtiva da Erva mate.
  • Museu da Erva-Mate: Lançar o Museu da Erva mate.
  • Feiras nacionais e internacionais: Participar de feiras, como a Turismate, em Ilópolis; a Festchemate, em Machadinho; a ExpoTchê, em Brasília (DF) e a Feira de Chás, na Índia.
  • Centro Vocacional e Tecnológico da Erva-Mate: Retomar projeto junto ao Ministério de Cultura e Turismo, em Brasília.
  • Cursos para industrialistas, mateicultores e viveiristas: Realizar curso sobre NR 31; sobre Adubação de Ervais; Viveiragem e Produção de Mudas de Alta qualidade e Genética conhecida.
  • Parceria com prefeituras e como Senar/RS: Realizar ações e atividades em conjunto com as prefeituras; elaborar programa de capacitação para os mateicultores e colhedores de erva mate.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...