Hoerlle recebe o Prêmio Mérito em Administração

O Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul (CRA-RS) outurgou na noite de sábado, dia 7, no Clube Sociedade Germânia, em Porto Alegre, o Prêmio Mérito em Administração a três administradores gaúchos, nos setores Público, Educacional e Privado. Entre os agraciados, estiveram o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati; o professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS), Marcelo Perin; e o presidente da Certel e da Certel Energia, Egon Édio Hoerlle.

A presidente do CRA-RS, Cláudia de Salles Stadtlober, afirmou que, além enaltecer a contribuição dos agraciados para o desenvolvimento da sociedade gaúcha, o prêmio é uma homenagem à categoria dos Administradores, que, em 9 de setembro, comemora os 48 anos de reconhecimento da profissão. “Os administradores têm uma representatividade cada vez maior, e quando homenageamos três pessoas em distintas categorias, vemos a importância e a amplitude da classe, que conta com mais de 40 mil profissionais no Estado. O presidente Egon Hoerlle, assim como os demais premiados, nos inspira a acreditar que é possível fazer e evoluir, o que incentiva também os mais jovens que estão chegando ao mercado de trabalho”, avaliou.

Acompanhado por colegas, lideranças regionais e estaduais e familiares, Hoerlle agradeceu pela honraria e dedicou a premiação a toda equipe de colaboradores e gestores da Certel e da Certel Energia. “Ficamos muito orgulhosos pela conquista do prêmio, que deve ser compartilhado com as equipes de trabalho que contribuem para a gestão das duas cooperativas. Atribuo o resultado dessa conquista, acima de tudo, ao espírito de equipe que temos na gestão dos negócios, ao desempenho, ao desprendimento e ao espírito empreendedor de todos os nossos colegas que fazem a grandeza da Certel e da Certel Energia”, enfatizou.

Hoerlle ainda ressaltou que as cooperativas têm a proposta de valorizar o elemento humano. “Somente através da qualificação profissional, do respeito ao ser humano, atuando como líder, e não como chefe ou patrão, é possível que uma empresa tenha grande sucesso ao longo de 57 anos. O mais importante são os ativos intangíveis, a criatividade, o conhecimento, a informação, porque não se pode fazer uma empresa crescer somente com equipamentos e tecnologia, sem o principal elemento, que é o capital humano que reina em nossa organização. Cumprimento os meus colegas de trabalho que ajudam a construir esta história de sucesso”, complementou.

Avaliação

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Heitor Müller, a distinção é merecida por reconhecer a dedicação dos homenageados em prol do desenvolvimento econômico e social. “É justamente pela administração que o presidente Egon implantou que a Certel e a Certel Energia cresceram, evoluíram e são tão modernas hoje. Considero absolutamente merecida esta homenagem a um homem que superou muitas dificuldades e faz com que o admiremos cada vez mais. Hoerlle é um líder regional e também dedica grande parte do seu tempo ao sistema associativo, na defesa de interesses de todo o Rio Grande do Sul, tanto que é o vice-presidente regional da Fiergs no Vale do Taquari”, sublinhou. “É absolutamente indispensável nos prepararmos e estudarmos, porque os países com mais educação também são os mais adiantados no mundo. O conhecimento é a matéria-prima indispensável para o progresso e o futuro das nossas empresas, pois lidamos com talentos”, complementou.

A atuação de Hoerlle também foi salientada pelo presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) do Vale do Taquari, Oreno Ardêmio Heineck. “Trata-se de um dos grandes valores que o Vale do Taquari tem. Não há como negar que o desenvolvimento regional passa muito pelo trabalho de Egon Hoerlle, em algo tão importante quanto à eletrificação rural e, agora, com a Certel transformada em um conglomerado de diferentes atividades. Esta homenagem dá uma justa visibilidade à pessoa dele, mas, na carona, vai o destaque para o Vale do Taquari no Estado. As cooperativas são exemplo estadual e nacional no fornecimento de um insumo básico como a energia elétrica, com extrema eficiência e uma visão de futuro fantástica”, afirmou. “Quando na ponta da rede o produtor rural não tem como desenvolver sua atividade por falta de luz, a Certel Energia é a primeira que se preocupa em solucionar a questão. Paralelamente, a cooperativa também teve a visão de diversificar as atividades e estabelecer parcerias estratégicas para a satisfação do cidadão”, acrescentou.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...