Governo do Estado lança núcleo do Projeto Extensão Produtiva e Inovação no Vale do Taquari

Vale do Taquari – Será lançado nesta terça-feira, dia 26, às 19h30, no auditório do prédio 9 da Univates, em Lajeado, o núcleo Vale do Taquari do Projeto Extensão Produtiva e Inovação. Enquadrado como estratégica pelo Governo do Estado, a ação é coordenada pela Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), braço executivo da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI).

Por meio do programa, são disponibilizados técnicos especializados para diagnosticar e implantar soluções em gestão, processos e produto em empresas de diversas regiões do Rio Grande do Sul.

Estarão presentes no Fórum Participativo de lançamento do núcleo o diretor de Produção e Inovação da AGDI, Sergio Kapron; o diretor adjunto Natanael Mücke; o presidente da Fundação Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento Social (Fuvates), vice-reitor e pró-reitor de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação da Univates, Carlos Cândido da Silva Cyrne; o prefeito de Lajeado, Luís Fernando Schmidt; a secretária executiva do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), Cíntia Agostini; e a coordenadora do núcleo, Fabiana Post.

Com sede em Lajeado, o Núcleo de Extensão Produtiva e Inovação (Nepi) Vale do Taquari tem como meta atender a 100 empresas da região este ano. Os extensionistas – como são chamados os profissionais que realizam o atendimento – identificam as principais necessidades das companhias e propõem melhorias. Num segundo momento, auxiliam na idealização e implantação de iniciativas inovadoras.

O Nepi é resultado de um convênio firmado entre a AGDI e a Univates, pelo qual o Estado repassa R$ 402,9 mil para a universidade contratar os extensionistas e oferecer o serviço na região. No Fórum Participativo, além da primeira apresentação do projeto à comunidade, serão definidas as prioridades de atendimento. São considerados nessa decisão os setores estratégicos da Política Industrial gaúcha, as prioridades regionais e a presença de arranjos produtivos locais (APLs).

O Projeto Extensão Produtiva e Inovação – Integrado ao Programa de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais, o Projeto Extensão Produtiva e Inovação pretende aumentar a eficiência das empresas por meio de assessoramento direto para solução de problemas e melhorias de gestão, planejamento, custos, processos, produtos e inovação.

O Projeto conta com recursos do Programa de Apoio à Retomada do Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul (Proredes-Bird). Serão aplicados mais de R$ 40 milhões, até 2016, para criação e manutenção de 20 Núcleos em todo o Estado.

Atualmente, existem 10 núcleos: três criados durante a fase piloto, que começou em dezembro de 2011, e outros sete em fase de lançamento, cujos convênios foram firmados em novembro de 2012. Dentre as responsabilidades da AGDI, estão coordenação do Projeto, monitoramento e avaliação de resultados, aperfeiçoamento metodológico, capacitação dos extensionistas e aproximação das empresas atendidas com outras instituições.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...