Giovanella assume pavimentação da ERS-421

Construtora compra 95% das ações da Sanitec e garante asfalto até o fim de 2014

Vale do Taquari – A precariedade da ERS-421, rodovia que liga os municípios de Forquetinha e Sério, pode ter fim com a troca da direção da Sanitec – vencedora da licitação em 2011. Há duas semanas, a Construtora Giovanella comprou 95% das ações da empresa. O grupo garante agilidade nos serviços e prevê conclusão do asfalto em 27 meses.

Segundo o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), o acordo entre o governo do estado e a Sanitec será mantido. Cita que a empresa tinha um contrato de locação de máquinas da Retromaq, que foi rescindido após a venda das ações.

No fim do ano passado, a Sanitec solicitou alteração do projeto para substituição do revestimento asfáltico. O pedido segue em análise pelo departamento. Mesmo com a mudança, valor da obra – R$ 20,04 milhões – permanece o mesmo.

O sócio-proprietário da construtora, Nilson Giovanella, aponta que três equipes começaram a trabalhar nesta semana no trecho. Uma delas fará a construção da base, outra a terraplenagem e a terceira, o alargamento da pista, com a retirada de barrancos.

Em metade dos 22,8 quilômetros da obra a terraplenagem está concluída. São dez operários que trabalham na pavimentação. Outros devem ser redirecionados durante a semana. Enquanto o serviço é feito, os responsáveis pedem atenção aos usuários ao transitar na rodovia.

Nova esperança

O movimento de veículos cresce no trecho devido ao avanço da atividade agrícola dos municípios vizinhos, observa o frentista Fábio Adolfo Bichoff, 32. Com isso, poeira e buracos começaram a prejudicar os moradores que residem às margens da estrada.

Ressalta que desde o início da pavimentação, diversos problemas, como a burocracia em liberar as licenças ambientais, atrasaram os serviços. “Com a troca da empreiteira, acreditamos que as obras sejam aceleradas e concluídas até 2014.”

A moradora Dulce Bolhenhagen, 63, mantém portas e janelas da casa fechadas durante o dia devido à poeira. Ela reside há 40 anos no local e cobra agilidade. “Essa obra nunca avança. Espero que agora cumpram com o prometido.”

Mudanças causam atraso

A readequação solicitada em setembro do ano passado pela Sanitec causou a paralisação parcial dos serviços. Desde então, pouco foi feito. A rodovia segue repleta de buracos, desníveis e barro.

Outro fator do atraso foi a substituição de cargos no Daer, assim como na Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). O primeiro a deixar o cargo foi o secretário Beto Albuquerque, que discordou de ações do então diretor-geral do departamento, José Francisco Thormann. Uma semana depois, o governador Tarso Genro (PT) exonerou Thormann.

Na semana passada, o novo titular da Seinfra, Caleb de Oliveira, empossou Carlos Eduardo Vieira como diretor-geral. Neste intervalo, outros coordenadores do Daer deixaram a autarquia, como o diretor de infraestrutura, Milton Cypel.

Entenda o problema

Os transtornos ocorrem desde julho de 2011, quando vários quilômetros da rodovia ficaram cobertos por lama após período de chuvas. Em agosto do ano passado, a mesma situação ocorreu e mais de 400 moradores interditaram a rodovia em protesto.

Uma comissão foi a Porto Alegre pressionar o governo e retornou com a promessa de agilidade. No fim do ano, um documento com a assinatura de 400 moradores foi entregue ao Daer solicitando reformas no trajeto.

Sobre a obra

– Rodovia: ERS-421
– Municípios: Forquetinha e Sério
– Extensão: 22,8 quilômetros
– Investimento: R$ 20,04 milhões
– Situação: 40% dos serviços realizados
– Previsão: fim de 2014
Fonte: Daer

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...