Gilberto Keller é empossado como novo guardião do turismo no Vale

No mês em que comemora seus 20 anos, a Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales) apresenta seu novo presidente. Gilberto Keller foi empossado, na noite da última terça-feira, dia 31 de março, e estará à frente da entidade no biênio 2015-2017. Ele exercia o cargo de vice-presidente na última gestão. A cerimônia festiva ocorreu no Estrela Palace Hotel, em Estrela, e reuniu atuais e ex-membros da diretoria da entidade, autoridades políticas e empresários do segmento.

Keller faz parte da Amturvales desde 2000, e se diz um apaixonado pela área. Como presidente, ele assume o compromisso de ser o defensor do turismo regional. “É muito gratificante e ao mesmo tempo desafiador, porque já temos um caminho percorrido, e que precisa avançar. O desafio é consolidar o turismo como parte da economia”, ressalta. Aos 43 anos, o dirigente é ex-prefeito de Colinas e exerce a profissão de advogado.

Despede-se da presidência da Amturvales Vanildo Luiz Roman. “Meus sinceros agradecimentos, apoio e espírito de coleguismo em prol do turismo do Vale do Taquari”, disse satisfeito. Entre as conquistas, ele destaca o fato de o Vale do Taquari ter se tornado uma região turística reconhecida no Estado e no país. Na solenidade, também houve entrega de menções honrosas aos ex-presidentes.

Nova diretoria

Presidente: Gilberto Keller
Vice-presidente: Leandro Carlos Pitol
Secretário: Ariberto Magedanz
2º secretário: Vanildo Luiz Roman
Tesoureiro: André Ricardo Bergamaschi
2ª tesoureira: Ariana Helena Maia Cittolin
Conselho Fiscal: André Buosi, Vania Cima, Antônio Cledi Meneses Veloso
Coordenador do Fórum Regional de Turismo e Conselheiro Estadual de Turismo no Vale do Taquari: Rafael Luiz Fontana

“Queremos institucionalizar o turismo como política pública”

A Amturvales completou 20 anos. Podes fazer uma análise desta trajetória?
Gilberto Keller – Nesses 20 anos de Amturvales, a associação marcou posição como uma entidade reconhecida em nível regional, estadual e nacional. Perante o Ministério do Turismo, é o órgão de governança local, responsável por referendar qualquer projeto na área de turismo. Se uma cidade associada pede recursos ao Ministério, em algum momento, precisará do aval da Amturvales. Em nível de hierarquia, é a entidade regional responsável pelas demandas do turismo.

Quais os objetivos para o futuro da entidade?
Keller – Houve uma grande evolução neste período, mas ainda tem muito a ser feito. Temos algumas linhas de pensamento ou atuação. Basicamente, três eixos: continuar a qualificação das pessoas, porque hoje o Vale tem muitos profissionais em todas as áreas, principalmente no comércio e na indústria, mas ainda tem dificuldade em relação ao turismo. Falta mão de obra qualificada para atender aos turistas; continuar com o fortalecimento e integração dos mais diversos roteiros turísticos; e tirar o projeto trem turístico do papel – essa é uma meta que temos para os próximos dois anos.

E quais os avanços mais importantes já alcançados?
Keller – Lá atrás, algumas pessoas foram visionárias ao imaginarem que, em algum momento, o turismo se tornaria um destaque econômico – atualmente, isso é uma realidade. O turismo é visto como um negócio, gerido como um negócio, e disso provém retorno econômico à região. Falta ainda mais apoio da iniciativa privada. As cidades cuidam da parte da infraestrutura, acessos aos pontos turísticos, criam condições para que os turistas sejam recebidos, mas é preciso da iniciativa privada para disponibilização de hotéis, restaurantes e meios de transporte. Temos que fazer com que os empresários apostem no turismo.

E o que se pode fazer para incentivar isso?
Keller – Primeiro, queremos institucionalizar o turismo como política pública. A maioria dos municípios não possui uma secretaria específica para o turismo – algumas, nem departamento. Se queremos torná-lo uma prioridade, precisamos criar uma estrutura mínima em cada cidade que cuide do turismo como eixo da nossa economia.

Quais segmentos do turismo o Vale tem potencial para explorar atualmente?
Keller – Em potencial, temos as belezas naturais prontas para serem usadas de forma a atrair turistas. Mas o Vale do Taquari também já é forte no turismo de eventos. Temos grandes eventos como a Expovale, a Construmóbil e a Turisfeira. Hoje, cada cidade promove seus próprios eventos para atrair o turismo, já temos tradição nisso. Tem também o turismo religioso, com um potencial imenso a ser explorado.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...