Futuros engenheiros conheceram a Certel

Estudantes de engenharia elétrica da Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos) e da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) realizaram recente visita de estudos à Certel, em Teutônia, e à Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Boa Vista, em Linha Geraldo, Estrela. Na sede da cooperativa, conheceram o histórico da Certel, com ênfase à modernização do sistema elétrico e à forma diferenciada de atendimento ao quadro social. Aproveitaram para visitar a usina fotovoltaica e inteiraram-se sobre o Projeto Luz da Natureza, que estimulará a geração solar entre os associados, e o Centro de Operações do Sistema Elétrico, que gerencia a geração e distribuição de energia elétrica.

Na CGH Boa Vista, conciliaram os aprendizados teóricos com a prática de uma hidrelétrica que, através do Arroio Boa Vista, gera – juntamente com a Hidrelétrica Salto Forqueta, no Rio Forqueta, entre Putinga e São José do Herval – parte da energia distribuída pela Certel aos mais de 65 mil associados distribuídos em 48 municípios.

“Foi uma grande surpresa a receptividade que tivemos, todos muito educados e dispostos a nos receber. Houve uma explicação muito elucidativa, bem clara sobre cada um dos processos de geração e transmissão também. Para qualquer comunidade que necessite de um pouco de progresso, a energia elétrica é essencial. Observamos na Certel uma preocupação muito grande em manter os indicadores de qualidade, principalmente para uma região como esta, com boa produção rural e industrial, que necessita de energia com qualidade para se desenvolver. Acredito que o cooperativismo é uma excelente saída em termos de prestação de serviços, pois torna tudo muito participativo, a comunidade se envolve com o desenvolvimento tecnológico e social da região”, avaliou Eduardo Martins, professor da Unisinos.

“Conhecer um pouco da vivência de uma cooperativa de energia que atua numa região estratégica do Rio Grande do Sul é muito importante. Ficamos muito felizes de ter essa oportunidade, pelo contato prático desse aprendizado e por ver que podemos trabalhar talvez de uma maneira mais cidadã, pensando sempre no ser humano como a principal finalidade. Nos chamou muita atenção o Centro de Operação do Sistema Elétrico, tanto a geração como a gestão do controle de cargas, que é moderno, com tecnologias atuais utilizadas em grandes empresas do setor. Vemos que a cooperativa está trazendo a modernidade para seu associado e para toda região, e isso possibilita uma qualidade que é necessária no fornecimento”, mensurou Geomar Machado Martins, professor da UFSM.

Fonte Assessoria de Imprensa da CERTEL

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...