Fórum do Leite: Comissão inicia planejamento do evento, que prevê novidades

A comissão organizadora do Fórum Tecnológico do Leite – 10ª Edição e Feira Agro Comercial – 6ª Edição esteve reunida no dia 15 de março para dar início ao planejamento do evento, que prevê novidades para 2016. O primeiro encontro do ano ocorreu na Sala de Reuniões do Colégio Teutônia e contou com a participação de representantes do educandário, da Cooperativa Languiru, da Emater-Ascar/RS, da Fetag e da Regional Sindical Vale do Taquari. Em pauta, temática do evento, indicações de palestrantes e painelistas, além da infraestrutura disponibilizada.

Organizado pelo Colégio Teutônia e parceiros nos dias 21 e 22 de setembro, o Fórum terá como tema “Eficiência nos Sistemas de Produção”, focado no processo produtivo das propriedades rurais. Marca as comemorações pelo Dia Estadual do Leite em Teutônia, data celebrada anualmente na terceira quarta-feira do mês de setembro, enaltecendo a importância da bebida para a população e incentivando o consumo do alimento. Bastante diversificada, a programação busca envolver diferentes públicos, desde produtores rurais, profissionais técnicos, lideranças, estudantes, crianças e jovens, bem como a comunidade em geral.

Novidades

Entre as novidades, destaque para estrutura permanente de site do evento e dias de campo que antecedem o período do Fórum e da Feira. O lançamento está programado para o mês de maio, com apresentação do programa, defesa de temática, apresentação da marca e detalhes da infraestrutura, o qual será realizado no Colégio Teutônia com a participação da imprensa, parceiros, patrocinadores, autoridades e convidados especiais.

“Eficiência é um tema bastante presente em diversas áreas produtivas, está diretamente ligada ao fazer no dia a dia. Nosso foco será a eficiência do produtor rural no seu fazer diário”, antecipa o coordenador geral do Fórum, professor Márcio Mügge.

A proposta de inovação no formato das atividades prevê dias de campo mensais, com temas variados e o envolvimento direto de empresas parceiras convidadas. O primeiro deve acontecer em junho, com destaque para tecnologias de precisão, no que tange à máquinas e implementos agrícolas. Em julho o foco deverá ser a nutrição e a qualidade do leite. O ciclo de dias de campo encerra em agosto, com mostra de trabalhos de iniciação científica dos estudantes dos cursos técnicos do Colégio Teutônia, trabalhos de sala de aula desenvolvidos com olhar prático para o dia a dia da agropecuária e do agronegócio.

Receita de sucesso

Considerando o sucesso da edição anterior, a Escolinha do Leite, com a participação da Cooperativa Languiru, deve ser reeditada – um bate-papo direcionado às crianças e estudantes das redes municipal, estadual e particular. O que também está confirmado é o já tradicional Concurso de Leite em Metro.

Programa em elaboração

No Dia Estadual do Leite, este ano comemorado no dia 21 de setembro, as atividades do Fórum se concentram no turno da noite, com abertura oficial do evento e painel sobre qualidade do leite, cenários e ações governamentais

No dia 22 de setembro, a retomada das atividades será a partir das 9h, com momento cultural e credenciamento. Ao longo do dia ocorrem as palestras, circuito de visitação à Feira Agro Comercial, às estações temáticas e à feira de agroindústrias, com encerramento previsto para às 16h30min. Neste dia também estão sendo articulados momentos distintos para apresentação de cases de sucesso no campo, com depoimentos de produtores bem sucedidos em diferentes sistemas de produção leiteira, como leite à base de pasto, free stall e compost barn.

A comissão organizadora também alinhou detalhes quanto ao local dos eventos, considerando a utilização da Granja do Colégio Teutônia para os dias de campo e as demais atividades do Fórum e da Feria Agro Comercial junto à estrutura disponibilizada no educandário.

“A cada nova edição procuramos trazer inovações, e a proposta deste ano está, principalmente, no seu formato, com dias de campo anteriores ao evento principal. Procuramos ir ao encontro dos interesses dos produtores, não movimentando as pessoas apenas para o dia do Fórum e da Feira, em setembro”, conclui Mügge.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...