Fiscais da Prefeitura de Lajeado apreendem mercadorias no Centro

Com o apoio da Brigada Militar (BM), oito fiscais das secretarias da Fazenda (Sefa) e Planejamento (Seplan) realizaram ação de combate ao comércio ambulante irregular. As apreensões ocorreram, nos dias 27 e 28 de março, nas ruas Julio de Castilhos, Carlos von Koseritz e Bento Gonçalves.

Entre os itens apreendidos, 313 DVDs de filmes, 96 CDs de músicas e 40 CDs de jogos, todos pirateados. Além disso, 52 relógios, 25 pulseiras, 427 anéis, 409 capas de celulares, 28 colares, 32 cintos, 26 carteiras, 41 mantas e 26 redes.

Segundo o secretário da Fazenda, José Carlos Bullé, o comércio ambulante não é proibido, mas deve ser realizado em lugares específicos e precisa ter licença da prefeitura. “Como muitas mercadorias não têm procedência definida, não poderão ser devolvidas”.

Entre os ambulantes, havia brasileiros do Ceará, haitianos e senegaleses. Como as mantas e redes tinham procedência definida, e mediante o pagamento da multa de R$ 687,60, elas puderam ser retiradas pelo proprietário. Porém, o restante dos materiais será encaminhado para a Polícia Civil, que investigará sua procedência.

De acordo com Bulle, as pessoas insistem em fazer o comércio ambulante de forma irregular, optando por expor as mercadorias nas principais vias. Ele esclarece que a venda ambulante não pode ser realizada por toda a extensão das ruas Júlio de Castilhos e Bento Gonçalves, na Avenida Benjamim Constant, no Centro, e nas respectivas vias transversais. As fiscalizações continuarão, sem dia, nem horário definido, para inibir a prática ilegal do comércio ambulante no centro da cidade.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...