FIERGS apoia iniciativa federal de prevenção à corrupção e de expansão de valores éticos

Em encontro na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, ministro da Transparência apresentou o programa Pró-Ética para empresas

Porto Alegre, 31 de março de 2017 – A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) e o governo federal buscam fomentar a expansão de valores éticos na iniciativa privada. O presidente da entidade, Heitor José Müller, recebeu nesta sexta-feira (31), em Porto Alegre, o ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União (CGU), Torquato Jardim, para o Seminário sobre Integridade Corporativa, quando foi apresentado o Programa Empresa Pró-Ética. A iniciativa é do ministério. “Queremos que o governo seja ético e transparente, mas também nas empresas privadas temos de dar o início a uma motivação para que todas façam o mesmo. Como exigir que entes públicos atuem com mais ética se não procedermos da mesma forma?”, questiona Heitor José Müller.
O Pró-Ética tem, entre seus propósitos, conscientizar a iniciativa privada sobre o seu papel no enfrentamento da corrupção. Trata-se de um programa gratuito e opcional para as empresas, com reconhecimento público. “O programa parte da premissa da moderna administração pública, a República é uma só, a riqueza é uma só. O setor privado produz a riqueza e o setor público a consome. A legitimidade e a validade desse gasto no setor público surgirá do encontro das necessidades e demandas que vêm da sociedade civil. O Pró-Ética é uma maneira de o setor privado vir ao governo dizer de suas necessidades operacionais e de equilíbrio nas relações jurídicas e econômicas com o poder público. Para este, por sua vez, é a oportunidade de educar o seu quadro técnico sobre o mercado, longe dos gabinetes, cujo ambiente tende a ser teorizado e idealizado fora da realidade”, destacou o ministro Jardim.
Anualmente, o programa reúne uma lista de empresas que adotam, voluntariamente, medidas de integridade voltadas para a prevenção da corrupção e da fraude. Um comitê-gestor, formado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), entre outros parceiros, analisa as informações enviadas pelas empresas e delibera sobre a composição da lista. O prazo para inscrições em 2017 termina em 28 de abril, no site www.cgu.gov.br.
Passo-a-passo
– No site www.cgu.gov.br preencha e faça o envio online do formulário eletrônico de solicitação de acesso ao sistema.
– Após recebimento do código de acesso entre novamente no site e clique em “acessar sistema”.
– Preencha a análise de perfil e o questionário de avaliação. Anexe os documentos necessários.
– Após concluir o perfil e o questionário de avaliação, envie-os até 28 de abril (data final da inscrição).
– Aguarde aprovação do Comitê-gestor do Pró-Ética. Cada área do questionário receberá uma pontuação.
– Caso aprovado, assine o termo de compromisso com a ética e a integridade e passe a ser uma empresa Pró-Ética.

 

Fonte Unicom

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...