Femate bate recorde de expositores em Arvorezinha

Um parque de eventos lotado nos últimos dois dias da Festa Nacional da Erva-Mate. Durante o fim de semana, a 7 Femate atraiu um público que lotou praticamente todos os espaços do evento. Os corredores da feira comercial e industrial, os palcos 1 e 2, a Escola do Chimarrão e toda a área externa acolheram mais de 15 mil pessoas, especialmente no sábado e domingo.

Somente na gravação do Programa Galpão Crioulo, ocorrida no sábado, 7 mil pessoas compareceram. Para o prefeito Luiz Paulo Fontana, o resultado da 7 Femate é a prova de que, quando uma comunidade se une em prol de um objetivo e trabalha arduamente para isso, a recompensa é garantida. “Dedicamos o êxito desta Femate a todos aqueles que acreditaram que podíamos realizar um evento diferente, num local mais amplo, e com uma programação que agradasse a toda a família”, resume.

Recorde de expositores do setor ervateiro, a Festa da Erva-Mate se destacou, também, por oferecer o melhor chimarrão. As amigas Elis Vieira e Lígia Zat vieram de Lajeado com a cuia pronta, mas garantiram que o chimarrão seria renovado ao longo da estada no evento. “Viemos com o mate preparado, mas não tem como voltar para casa sem refazê-lo com alguma das tantas ervas-mate que Arvorezinha prepara com qualidade diferenciada”, disseram.

Vinte e três marcas do produto, todas fabricadas em Arvorezinha, expuseram na Feira Comercial e Industrial. “Nossa cidade é reconhecida por ser a maior produtora de erva-mate no Rio Grande do Sul, e nosso evento demonstrou que não apenas somos os maiores produtores como também nossa erva é diferenciada desde a primeira etapa do ciclo produtivo”, lembra o presidente do evento, Jonas Dall´Agnol, que também é empresário do ramo.

Para consolidar essa referência, uma homenagem permanente foi estreada durante a 7 Femate aos trabalhadores dos ervais. Duas estátuas representando um casal de tarefeiros foi esculpida e instalada na entrada do parque. “É para que todos se lembrem do quanto esses trabalhadores são importantes para toda a cadeia produtiva, inclusive para a qualidade do produto que sai da indústria para o centro das famílias”, lembra o prefeito.

Carne de ovelha agradou no Salão Gastronômico

A principal novidade da sétima edição da Femate foi a estreia do Salão Gastronômico. De acordo com um dos organizadores do setor, Airto Bravo, mesmo oferecendo pratos diferentes, à base de erva-mate, a carne de ovelha foi a grande xodó do espaço culinário. “O consumo desta carne superou nossas expectativas”, resume.

Paralelo ao Salão Gastronômico, o restaurante popular também registrou na carne de ovelha o maior consumo dentre os alimentos. Mais de 700 refeições por dia foram servidas neste local, em cada um dos dias do evento. “E em todas, a preferida foi a de gado ovino”, destaca Bravo.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...