Família diversifica a propriedade e adiciona pães e massas às hortaliças

Produtor de hortaliças há muitos anos e sempre dispostos a crescer na atividade primária, o casal Dorilde e Daniel Purper, com propriedade no Bairro São Bento, resolveu ampliar seu negócio para uma agroindústria de panificação e massas. “A proposta começou a tomar forma há cerca de dois anos”, comenta o agricultor que, com a esposa, participa de três edições semanais da Feira do Produtor de Lajeado, desenvolvida no Centro. Eles também vendem parte de sua produção para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

A ideia tomou corpo à medida que o casal percebia uma demanda por produtos desta natureza – massa fresca, pastel, pizza, tortéi e capeletti, na Feira do Produtor. Como Dorilde já possui experiência de 20 anos em panificação, resolveu aperfeiçoar seus conhecimentos no Curso de Boas Práticas de Produção, de 40 horas, junto ao Centro de Treinamento de Agricultores de Fazenda Souza, em Caxias do Sul. Ambos ainda visitaram agroindústrias do ramo e feiras do gênero para colher experiências que foram muito positivas.

Processo de legalização

Os trâmites para legalizar a empresa no padrão exigido pela legislação em vigor levou mais de seis meses. Hoje, a empresa Dora Alimentos já opera com sua estrutura legalizada, e em maio completou seu primeiro ano de constituição formal.

Para viabilizar o funcionamento, foi necessário fazer uma adaptação de um ambiente de 60 metros quadrados que funciona anexo à residência dos Purper. Os resultados advindos do novo investimento deixam o casal satisfeito. Outro aspecto positivo é que a comercialização é direta, do produtor ao consumidor, garantindo uma maior fidelidade da clientela e uma renda maior para o novo empreendimento.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...