Facebook é poderosa ferramenta para negócios, ensina palestrante em reunião-almoço na ACIL

Lajeado – “Os números atuais mostram as diferentes formas que as pessoas se comunicam nas mídias sociais. São números assustadores de vídeos no YouTube, de interações de posts no Facebook, tweets, compartilhamento de fotos no Instagram e bilhões de mensagens trocadas via WhatsApp e Facebook Messenger. É uma onda absolutamente gigantesca. Resta-nos apenas uma coisa, precisamos aprender a surfar neste tsunami”, afirma o especialista em mídias sociais e sócio diretor da Lab8284, Maico Eckert, que palestrou na reunião-almoço (RA) desta quinta-feira (08.06) promovida pela Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e o Núcleo de Marcas da Acil. A exposição intitulada “Como usar o Facebook (FB) para potencializar os resultados dos seus negócios”, teve a presença de 120 lideranças empresariais, comunitárias e políticas.

No Brasil
Dados mostram que, no Brasil, 55% da população acha que a internet é o Facebook. A rede social, junto com o Instagram, está entre os quatro aplicativos de preferência de uso para 75% dos brasileiros. Essas mídias respondem por 22% do tempo passado em um dispositivo móvel (smartphone). É mais do que o tempo usado para navegar em todas as demais plataformas de mídias sociais. Duas a cada três pessoas acima dos 60 anos está no FB e 83% destes acessa todos os dias.
Por meio da inteligência artificial, os algorítimos do FB conseguem identificar os nichos e público-alvo de mercados específicos para as empresas interessados em criarem campanhas específicas para vender ou divulgar produtos e serviços, esclareceu o palestrante.

No Vale do Taquari
O FB no Vale do Taquari tem cerca de 200 mil pessoas ativas. Destes, 53% são mulheres, 37% homens e outras 10% não querem se dizer mulher ou homem, pois existe uma configuração personalizada de gênero ou orientação sexual. Além destes, outros dados de relacionamentos, educação e trabalho foram apresentados pelo especialista.
“É importante sabermos o potencial de compra e de relacionamento que existe na rede. Quando falamos em potencial de compra ou relacionamento, precisamos lembrar de que o FB não é só um local para vender; a venda é consequência do relacionamento”, chama a atenção Eckert.

Investimento
O palestrante também apresentou as razões de “Por que devo investir no FB”. A primeiro é devido ao “Alcance Direcionado”, ou seja, através de um comportamento previamente identificado, é possível chegar às pessoas certas – chamadas na rede de “personas”. Além disso, existe um “Forte envolvimento” – o que constitui a segunda razão de investimento – pois todos estão no FB e o acesso é muito frequente. E por último os “Resultados comprovados”, ou seja, o que campanhas exitosas já padronizaram e evidenciam a possibilidade concreta em termos de uso eficaz da ferramenta.

Funil de vendas
O funil de vendas é a estratégia de implementação da campanha no FB dividida em quatro passos. O primeiro é o “Me conheça” – é preciso ter uma estratégia na rede social; no caso, o conteúdo fará com que as pessoas conheçam a empresa. “Se elas não me conhecerem, não vão comprar, não vão adquirir o que tenho para vender ou oferecer, seja ele um produto ou serviço”, comenta Eckert. O segundo passo é o “Goste de mim”, ou seja, as pessoas precisam gostar do que a empresa oferece. Em seguida vem o “Confie em mim”, sendo mais um ponto de consideração, pois a pessoa ainda não executou a compra ou a contratação do serviço – elas precisam confiar na organização que se apresenta. E, por último, o quarto passo o “Compre de mim”, a confirmação do negócio.

Etapas
Depois que conhecemos esses quatro passos e descobrimos como criar conteúdos específicos para cada um, é necessário seguir três etapas. “A indicação do FB é que campanhas devem ser iniciadas pelo menos três meses antes. Não adianta anunciar promoções para o domingo de Dia das Mães na quinta, sexta ou sábado. Algumas etapas devem ser seguidas”, afirma o palestrante.
A primeira é planejar a estratégia e orçamento da empresa. É necessário saber exatamente o que, para quem, com quem a empresa quer comunicar, por quanto tempo a campanha vai durar e qual a verba disponível. “É muito importante iniciar o planejamento com o valor que a empresa está disposta a investir, pois é nesta etapa que ocorre o planejamento para a divisão do investimento nas três etapas”, afirma.
A etapa seguinte é investir em construir sua marca e atrair a demanda pelo seu produto conquistando novos clientes. Criação de pixel, vídeos, lift e leads são algumas estratégias que podem ser desenvolvidas. A dica também é dedicar o maior investimento nesta etapa e desenvolver testes. A terceira etapa é apostar em “remarketing” e venda para quem já conhece o produto.

Objetivo
Sobre as campanhas, é importante ter os objetivos muito claros. O anúncio deve refletir a ação que a empresa deseja que as pessoas executem depois que ele seja visualizado. O reconhecimento de marca é fazer com que as pessoas lembrem da empresa, o que também é muito importante.

Orçamento
O valor para uma empresa investir no FB vai depender muito do tamanho do público e do quanto a marca quer aparecer na rede. “Essa é uma das perguntas mais difíceis de se responder. Mas, comparando com um anúncio em jornal impresso, por exemplo, explica Eckert, pode-se fazer página inteira, meia página ou um anúncio de cartão de visita; quanto maior o anúncio, mais caro. Na internet também funciona assim. A internet pode ser mais barata que as outras mídias, mas ela não é barata, alerta. As pessoas precisam entender que, com uma verba maior, irão atingir um número maior de público e que irão conseguir criar mais estratégias e possibilidades. Mais é mais mesmo!”, reforça o palestrante.

Realização
As RA de 2017 da Acil têm o apoio de Bebidas Fruki, BRDE, Excellence Garçons, Floricultura Flores e Flores, Lyall Construtora e Incorporadora, MSommer Produções, Olicenter Informática, Sorvebom e Têxtil Home.

 

Fonte Assessoria de Imprensa ACIL

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...