Fábrica beneficia 400 mil litros de leite

A instalação de uma indústria de laticínios em Picada Essig fortalece o setor leiteiro. O beneficiamento da matéria-prima iniciou em maio do ano passado. No primeiro mês, foram processados 50 mil litros.

Conforme o proprietário Eduardo Grave, a quantidade mensal industrializada alcança 400 mil litros. São fabricados queijo mussarela fatiado, queijo inteiro, leite UHT integral, desnatado e creme de leite.

Até o fim do ano, chega ao mercado o achocolatado. Todos levam a marca Rancho Belo. O investimento total chega a R$ 1,5 milhão. Os produtos são vendidos para os vales do Taquari e Rio Pardo, Serra Gaúcha e Região Metropolitana. A empresa gera 16 empregos diretos. O leite é fornecido por 200 produtores da região. A média produzida varia entre 50 e 600 litros diários.

Parte do leite vem de propriedades com certificado de áreas livres de tuberculose e brucelose. “Este selo evidencia a qualidade do produto industrializado e nossa preocupação com a saúde do cliente.” Entre as dificuldades, ressalta o aumento dos impostos, energia elétrica, inadimplência e demais encargos.

“Sempre haverá demanda, mas o preço oscila muito e reduz os lucros tanto para nós como para o produtor.” O faturamento mensal é de R$ 600 mil. Segundo Grave, a meta é aumentar o mix de produtos. “Precisamos focar o consumidor. Ter cada vez mais opções para atender diferentes nichos.”

Incentivo

O governo municipal investiu R$ 250 mil em serviços de terraplenagem e na compra de área. Outro projeto implantado é Programa de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários (Pisa), que busca qualificar o gerenciamento das propriedades.

Focado na cadeia leiteira, a média de produção anual aumentou cerca de 21% nos últimos três anos. O setor primário representa 67,88% do valor adicionado (2013). A produção anual chega a 9,2 milhões de litros, abrange 380 produtores, cujo rebanho é de 2.371 vacas.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...