Evento em Arroio do Meio formaliza entrega de viveiros em piscicultura

Um evento realizado nesta quarta-feira, dia 15, na localidade de Rui Barbosa, em Arroio do Meio, reuniu autoridades, extensionistas da Emater/RS-Ascar e agricultores para o ato de formalização da entrega de 10 viveiros em piscicultura. Parte do Programa de Piscicultura da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), do Governo do Estado, esta ação possibilita aos produtores a ampliação da produção de peixes em viveiros, a qualificação técnica em relação à criação de peixes e o incremento da renda, a partir da adoção de mais uma alternativa para as propriedades rurais.

Os 10 viveiros se juntam a outros 35 já entregues anteriormente, por meio de parceria entre a Prefeitura de Arroio do Meio, Emater/RS-Ascar e Governo do Estado. Não à toa, desde 2008, a produção de peixes comercializados via talão do produtor, no município, saltou de nove para 21 toneladas, em 2015. “Hoje, pode-se dizer que a piscicultura, em nosso município, está consolidada como uma excelente alternativa de renda para os agricultores, com ampliação das feiras locais e aumento da satisfação de quem produz e de quem consome”, salienta o secretário de Agricultura de Arroio do Meio, Paulo Heck.

É o caso do piscicultor Günter Immich. Por meio do apoio de políticas públicas estaduais e municipais, construiu quatro viveiros em sua propriedade, que fica ao lado do Campo do Esperança, em Rui Barbosa, e que hoje rendem, ao ano, 400 quilos de peixes cada um, que são comercializados em feiras locais. Vendidos a uma média de R$ 10 o quilo, representam incremento de renda, com baixo custo de produção, para a propriedade que divide com a esposa Glaci e que têm no cultivo de hortigranjeiros e na bovinocultura de leite os principais produtos. “Fora o fato de a criação de peixes ser uma grande diversão”, comenta.

Para quem consome, caso da agricultora Célia Hachtel, a ampliação das feiras locais – que hoje possuem calendário fixo no município, ocorrendo todos os meses – torna o acesso aos peixes facilitado. “Não era muito de consumir esse tipo de carne, mas quando comecei a comprar, me acostumei”, salienta. Para o assistente técnico regional em Sistema de Produção Animal da Emater/RS-Ascar, João Sampaio, casos como o de Arroio do Meio se repetem em outros municípios do Vale do Taquari, como Roca Sales, que hoje já possui uma história de mais de duas décadas relacionada à piscicultura.

O evento – coordenado pelo supervisor da Emater/RS-Ascar, João Caíno, com o apoio dos extensionistas André Müller e Elias De Marco – contou ainda com a presença de diversas autoridades estaduais e regionais, entre elas o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto; o presidente da Emater/RS, Clair Kuhn; o prefeito de Arroio do Meio, Sidnei Eckert e os gerentes regional e adjunto da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli e Carlos Lagemann, além de secretários, representantes da Câmara de Vereadores, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) e de outras entidades ligadas ao setor.

Minetto, representando no ato o governador José Ivo Sartori, parabenizou a comunidade pela conquista, valorizando o trabalho em parceria, focado na superação de dificuldades e na promoção das boas políticas públicas. “Uma ação que ‘olha para o futuro’ e nos enche de orgulho”, enfatizou. Já Kuhn lembrou o fato de a Emater/RS-Ascar ser o braço do Governo do Estado alcançando o produtor no seu dia a dia. “Nosso objetivo é qualificar o produtor, seja pelo acesso a novas tecnologias ou por meio da Extensão Rural, que possam promover a diversificação, a manutenção da qualidade de vida e a continuidade do trabalho no campo”, completou.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...