Evento apresenta resultados da Central do Empreendedor com Redesim em Lajeado

Lajeado está entre as primeiras cidades do Rio Grande do Sul que tem em funcionamento a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). E na última quinta-feira, dia 20, um evento realizado na sede do Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade (Sincovat), em Lajeado, serviu para apresentar para os contadores os resultados de sua utilização junto à Central do Empreendedor da Prefeitura de Lajeado. A atividade foi uma realização conjunta do Sincovat, Associação das Empresas de Serviços Contábeis (Aescon), Prefeitura de Lajeado e Junta Comercial do Rio Grande do Sul (Jucergs).

A coordenadora da Central, Cristiane dos Reis, apresentou um relatório no qual o destaque é o período de seis dias úteis para abertura de empresa, considerando as tramitações de Junta Comercial e Prefeitura. Antes da Redesim, este prazo era de 78 dias. “É um grande avanço. A empresa poderá estar operando com muito mais rapidez, faturando e fazendo a economia girar”, destacou Cristiane. A secretária de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedei), Ivanete Fracaro, comentou sobre o empenho de toda uma equipe para alcançar este desempenho. “Foram dois anos de muito trabalho para integrar as secretarias e ajustar todos os detalhes”, observou, lembrando que boa parte das soluções é em resposta às reivindicações feitas pela classe contábil.

O evento também contou com a presença do Secretário Geral da Jucergs, José Tadeu Jacoby; da coordenadora estadual de microrregiões do órgão, Inês Antunes Dilélio; e da vogal Andreza Martini, que atua no escritório local. A partir de agora, toda a documentação para a abertura de empresa deve ser entregue no escritório da Junta Comercial de Lajeado, o qual funciona na sede da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil).

Além da apresentação da equipe de trabalho, o encontro ainda tratou de explanações específicas sobre os processos de abertura de empresas, como as que envolvem meio ambiente e vigilância sanitária. Questões relacionadas ao Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndio (PPCI) foram relatadas pelo tenente do Corpo de Bombeiros, José Augusto Pohlmann, o qual reforçou a sistemática de prioridade dada aos processos encaminhados via Central do Empreendedor.

“Estas mudanças são um anseio de muito tempo da classe contábil. O novo sistema agiliza, concentra documentação e diminui a correria”, afirmou o presidente do Sincovat, Edson Schneider. Segundo ele, o desafio é que mais cidades da região possam ser contempladas. “Estamos à disposição para auxiliar na intermediação do que for necessário”. O evento também contou com a participação do presidente da Aescon, Jandir Dickel.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...