Estudo da CIC-VT ratifica carências no planejamento

A força econômica dos municípios da região enfraquece no cenário estadual. Nos últimos dez anos, o percentual do Vale do Taquari no PIB gaúcho despencou de 4% para 3,4%. O decréscimo, conforme estudo da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC-VT), decorre de gargalos enfrentados nas cidades, em especial atrelados à morosidade entre o período de planejamento e execução.

De acordo com o presidente da instituição, o empresário Ito Lanius, a região precisa se unir para encontrar formas de resolver esses entraves. Tal proposta começa a ser debatida na tarde desta terça-feira, dia 10, no encontro Estratégias de Ação, promovido pela CIC-VT em parceria com o Sebrae e BRDE. O evento ocorre das 14h às 17h, na Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil).

Como âmago do encontro, a câmara apresenta as principais demandas identificadas em 36 municípios (veja resumo individual). Os dados foram levantados ao longo de dois meses, ação que contou com apoio de 19 associações comerciais e CDLs ligadas à CIC-VT, administrações municipais e associações comerciais e CDLs independentes. “Com essa forma de abordagem, queremos fazer com que cada município se sinta comprometido no processo”, enfatiza Lanius.

O debate começa com a palestra do consultor do Sebrae, o arquiteto e urbanista Augusto Portugal. Especialista em planejamento do desenvolvimento e com formação em dinâmica dos grupos, trata do tema “Quando as lideranças regionais fazem o desenvolvimento regional”. Em seguida, coordena um trabalho de dinâmica em grupo.

Conforme Lanius, a ideia é que os empreendedores desempenhem o papel principal nos projetos e demandas apontados no estudo. “Queremos ser agentes do desenvolvimento econômico”, enfatiza. A CIC-VT pretende ainda incentivar gestores públicos a instituir nos municípios associações e câmaras, para que essas possam auxiliar no processo de aprimoramento do setor.

Planejar e fazer

O encontro conta com a participação de outras instituições regionais, como o Conselho de Desenvolvimento (Codevat) e a Associação dos Municípios (Amvat). Presidente do conselho, Cíntia Agostini reforça o discurso de Lanius sobre a importância de buscar soluções de forma conjunta e enaltece a participação do empresariado.

Assim como o presidente da CIC-VT, Cíntia acredita que o Vale do Taquari falha na implantação de projetos montados com a participação da região. “O grande problema dos planejamentos está que construímos algo para alguém fazer depois. Isto provou-se ineficaz. Precisamos planejar e fazer”, observa.

Quem é o palestrante

Augusto Portugal é arquiteto e urbanista, especialista em planejamento do desenvolvimento e tem formação em dinâmica dos grupos (SBDG). Consultor da ONU e do Sebrae em programas de desenvolvimento local e regional e também em empreendedorismo.

Cocriador e aplicador do programa Lider-Liderança para o desenvolvimento regional para o Sebrae Nacional. Conduz grupos de planejamento e faz treinamentos e palestras sobre empreendedorismo, competitividade, liderança orientada para resultados e planejamento estratégico.

Projetos prioritários por município da região

Anta Gorda

  • Nova ponte entre Anta Gorda e Guaporé.
  • Trevo de acesso à ERS-332 na Linha Contini.
  • Usina de tratamento de resíduos suínos e instalação de biogestor.

Arroio do Meio

  • Duplicação da ERS-130 e melhorias no acesso.
  • Pavimentação das VRSs 482 e 811.
  • Políticas de comércio para as cadeias do leite, frango e suíno.

Arvorezinha

  • Conclusão da ponte do Taipa, na RS-332.
  • Recapeamento da ERS-332.
  • Área para subestação da RGE.

Bom Retiro do Sul

  • Duplicação da BR-386.
  • Recapeamento até Mariante e até a barragem.
  • Maior efetivo para a BM e PC.

Boqueirão do Leão

  • Cobertura da praça central.
  • Novas máquinas à Obras e Agricultura.
  • Calçamento de ruas no centro.

Canudos do Vale

  • Conclusão da ERS-424.
  • Instalação de vídeomonitoramento.
  • Levar energia elétrica trifásica, telefonia e internet a todo município.

Capitão

  • Acesso asfáltico.
  • Incentivo ao turismo e à indústria.
  • Delimitação da área industrial no município.

Colinas

  • Asfalto de Ano Bom até Teutônia; em linha Westfália e linha Ano Bom Alto.
  • Construção de auditório, ginásio e ampliação de salas da escola Ipiranga.
  • Implantação de escola técnica profissionalizante em gestão ambiental.

Coqueiro Baixo

  • Acesso à sede, pela ERS-425.
  • Plano para reduzir custos fixos da máquina pública.
  • Recuperação do setor produtivo.

Cruzeiro do Sul

  • Atração de indústrias.
  • Anel viário para desenvolvimento dos bairros.
  • Usina hidrelétrica no Rio Taquari.

Doutor Ricardo

  • Instalação de redes de água potável e saneamento básico.
  • Construção de pavilhões industriais.
  • Incentivos para agroindústrias e agricultores.

Encantado

  • Instalação da Rota do Desenvolvimento.
  • Implantação do sistema de vídeomonitoramento.
  • Nova cabine de cobrança no pedágio e alargamento das ERSs 129 e 130.

Estrela

  • Qualificar o fornecimento de energia elétrica e a infraestrutura de comunicação.
  • Esforço regional para manter efluentes limpos e preservá-los.
  • Investimentos na segurança pública e educação.

Fazenda Vilanova

  • Regularização fundiária e atualização da planta imobiliária.
  • Construção de açudes e realização da feira do peixe.
  • Reformas e construções de escolas.

Forquetinha

  • Acesso asfáltico pelo pórtico na BR-386.
  • Substituir ponte de ferro no centro.
  • Maior efetivo da BM.

Ilópolis

  • Qualificação técnica para geração de novos empregos.
  • Revisão do Código Tributário.
  • Criação do Distrito Industrial.

Imigrante

  • Incentivo à CIC local, com criação de comitê gestor.
  • Campanhas dearrecadação com premiação.
  • Qualificação do comércio local.

Lajeado

  • Novo parque de eventos e nova ponte para Estrela.
  • Duplicação das ERSs 129 e 130 (com vias laterais), RSC-453.
  • Execução das PCHs de Bom Retiro do Sul e Muçum.

Marques de Souza

  • Instalação de um Pelotão de Polícia Militar na cidade.
  • Duplicação da BR-386.
  • Apoio aos pequenos hospitais.

Muçum

  • Nova escola de Ensino Fundamental para 350 alunos e uma UBS.
  • Instalação de hidrelétrica no Rio Taquari e asfalto da entrada Muçum/Santa Tereza.
  • Duplicação, sinalização dos acessos e redutores de velocidade da ERS-129.

Nova Bréscia

  • Recapeamento da ERS-425.
  • Sistema de vídeomonitoramento da cidade.
  • Fortalecimento das pequenas empresas, agroindústrias e turismo.

Paverama

  • Incentivo às empresas, como estímulo para que promovam cursos de aperfeiçoamento.
  • Atração de empresas e microempresas para suprir disponibilidade de mão de obra.
  • Estímulo ao setor primário.

Poço das Antas

  • Rótula da ERS-419, no frigorífico da Languiru.
  • Conclusão da rodovia Transcitrus e ligação asfáltica com a Serra Gaúcha.
  • Criação de parque industrial.

Pouso Novo

  • Asfalto em quase toda área central.
  • Reforma da praça na av. Brasil.
  • Construção de nova prefeitura.

Progresso

  • Ligação asfáltica com Boqueirão do Leão, Gramado Xavier e Barros Cassal.
  • Criação de Centro Cultural e Centro de Lazer.
  • Calçadas e ginásio municipal.

Putinga

  • Recapeamento da ERS-435.
  • Vídeomonitoramento na cidade.
  • Restauração da usina do parque.

Relvado

  • Acessos asfálticos para Putinga, Coqueiro Baixo e Doutor Ricardo, o que viabilizará desenvolvimento da região. Demanda será viável com parceria entre município, Estado e União.

Roca Sales

  • Câmeras de vigilância e maior efetivo policial.
  • Construção de hidrelétrica.
  • Incremento do turismo, em especial com passeio de trem.

Santa Clara do Sul

  • Abertura da Benjamim Constant até a rua das Flores e também da estrada do Travessão em direção à RSC-453.
  • Ciclofaixa na ERS-413 até Lajeado.
  • Projeto de piscicultura, asfalto no interior e programa para manter jovem no campo.

Sério

  • Plano para diminuir desequilíbrio entre pequenos e grandes municípios, em especial na área produtiva.
  • Políticas estaduais para o turismo e viabilização do Susaf.
  • Conclusão do asfalto entre Lajeado e Boqueirão do Leão.

Tabaí

  • Instalação de novas empresas.
  • Áreas para construir Distrito Industrial.
  • Regularização e fiscalização das empresas.

Taquari

  • Construção do distrito industrial e de ponte para General Câmara.
  • Acesso asfáltico entre a ERS- 287 e a BR-386 (estrada de aterrados).
  • Análise para instalar unidade ou extensão de universidade no município.

Teutônia

  • Duplicação da RS-128 (Via Láctea).
  • Melhorias no trevo da BR-386.
  • Fomento do turismo na cidade e região.

Travesseiro

  • Maiores repasses do Estado e União.
  • Asfalto para Arroio do Meio.
  • Mais investimentos e liberação de recursos na Saúde.

Vespasiano Corrêa

  • Rede trifásica em todo interior.
  • Conclusão de licença ambiental para o Distrito Industrial na ERS-129.
  • Asfalto de 4,5 km no acesso secundário a São Valentim do Sul.

Westfália

  • Conclusão da rodovia Transcitrus.
  • Pavimentações no interior e de estradas na área urbana.
  • Projeto de sistema de saneamento ou esgoto.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...