Estrela projeta produção de 40 milhões de litros em 2014

Estrela é a oitava cidade brasileira maior produtora de leite, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O dado foi anunciado em abril na revista nacional Balde Branco e mostra o potencial da cadeia leiteira no município. O Vale do Taquari é a terceira maior bacia do Estado. No topo do ranking há muito tempo, Estrela tem a força de trabalho do produtor, o apoio do município e um campo moderno para evidenciar o desempenho que alavanca a produção. Este ano, a projeção é chegar aos R$ 40 milhões de litros de leite: três milhões a mais do que em 2012. “É um número extraordinário”, salienta o secretário da Agricultura, José Adão Braun. Segundo o IBGE, cada vaca registrada em Estrela produziu quase cinco mil litros de leite por ano.

O tripé – cadeia leiteira, suinocultura e avicultura – é um dos pilares da economia, conforme Braun. O avanço na produção de leite é fruto do incremento do produtor em tecnologia e dos incentivos municipais. “Há uma concentração da produção retrato da seleção natural: menos produtores estão produzindo mais, apostando na tecnologia organizada”, salienta. O avanço refletido na economia muda a vida dos minifúndios e da cidade. A agricultura representa 27% do Valor Adicionado Fiscal do município. No ano passado, os valores de produção agrícola aumentaram R$ 50 milhões, chegando a R$ 182 milhões. Para o secretário, os métodos de produção modernos em Estrela podem ser comparados as atividades produtivas do primeiro mundo.

72 mil litros

As 102 vacas na ordenha da propriedade de Marlise Sulzbach, em Linha Glória, estão confinadas e produzem 72 mil litros de leite por mês. As instalações são modernas e a dieta dos animais é controlada por equipamento, de acordo com as necessidades nutricionais.

A produção leiteira estabilizou desde o ano passado, em razão da estiagem. Os Sulzbach começaram a investir também nos aviários, que passaram de um para três neste ano. Motores e máquinas que fazem o trabalho dos humanos, a família aposta na sucessão no campo. “Temos isso porque nossos filhos estão aqui. Eles nos ajudam. A propriedade é automática, mas para ordenhar, fizemos um sistema de rodízio.”

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...