Estrela poderá ter fábrica de reciclagem de pneus

A destinação correta dos pneus inservíveis é um problema para os setores público e privado. Na manhã da última quinta-feira, dia 3, no Gabinete do Prefeito Carlos Rafael Mallmann, um protocolo de intenções assinado entre o município e a empresa P.A.R Ecopneus pode colocar Estrela na vanguarda dos municípios da região. A ideia é, em 2014, instalar no município uma empresa de reciclagem de pneus.

Representada pelo diretor comercial César Assis, a empresa apresentou seu projeto de investimento em uma planta industrial de R$ 7 milhões, com capacidade para reciclar cerca de 2 mil pneus por dia. A matéria-prima será transformada em cordões para calçamento. “Temos equipamentos que separam a borracha do ferro existente nos pneus. O ferro volta para indústria e a borracha transformamos”, salienta Assis. Agora os empresários buscam uma área de terras.

O prefeito salienta a problemática da destinação dos inservíveis no município. Conforme o chefe do Executivo, embora haja responsabilidade legal das empresas que comercializam o produto em recolhê-lo, na prática o descarte ocorre nas ruas ou, o que é pior, no ambiente.

Na natureza, o passivo ambiental de um pneu é caro. O produto pode demorar até 600 anos até virar pó. Além disso, quando queimado ao ar livre, o pneu solta uma fumaça negra poluente. No leito dos rios, atrapalha o fluxo natural das águas. Apesar de não haver um dado oficial ou sistematicamente pesquisado, as estimativas são de 30 milhões de pneus jogados por ano no Brasil.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...