Estado assume administração do Porto de Estrela

O ato designando a Superintendência de Portos e Hidrovias do RS para administrar o Porto de Estrela, uma demanda de mais de 30 anos do Vale do Taquari, ocorreu na quinta-feira, dia 14, no Palácio Piratini. Com a transferência da gestão, que era do Governo Federal, para o Estado, será possível promover a integração da região ao sistema multimodal do plano estratégico de utilização das hidrovias, dentro no processo de qualificação da infraestrutura do Rio Grande do Sul. A nova condição do porto beneficia diretamente 37 municípios da região.

“Este ato concretiza a transferência de responsabilidade e representa a construção de uma nova logística que tem como foco o Mercosul, respeitando sempre as características regionais. Além de reduzir custos, a partir de agora vamos criar todas as condições para que haja operação de cargas no Porto de Estrela. O Vale do Taquari irá receber e escoar a produção da região e de outras do Estado”, afirmou o governador Tarso Genro, que assinou o documento de transferência da gestão.

O Rio Taquari passará por novas dragagens, com investimentos de R$ 10 milhões, e será o ponto mais ao norte da Hidrovia do Mercosul. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) devem ser as primeiras a utilizar as estruturas de armazenagem do local. Ao assumir o Porto de Estrela, o Estado terá 18 meses para criar uma empresa – Sociedade de Propósito Específico (SPE) – que será responsável pela administração. O acordo foi finalizado em Brasília no início do mês pelo Estado com o Governo Federal, em encontro do governador Tarso Genro com o ministro da Secretaria de Portos, César Borges.

“É um momento muito importante para os municípios do vale. Para nós é fundamental esse modal hidroviário envolvendo o Rio Taquari. É estratégico para o nosso desenvolvimento, ainda mais quando o RS começa a investir forte em infraestrutura e logística”, disse o prefeito de Estela, Carlos Rafael Mallmann, em nome dos prefeitos contemplados com o acordo.

Integração ao Porto de Pelotas

Segundo o secretário de Infrestrutura e Logística, João Victor Domingues, já está sendo elaborando o projeto de engenharia do acesso que ligará o Porto de Pelotas à BR-116. E, com a ligação do Porto de Estrela ao de Pelotas, o Rio Grande do Sul poderá ter uma interação multimodal competitiva e melhor acesso de mercadorias aos países vizinhos. “Integrar esses dois componentes hidroviários, essas duas pontas, ligando Brasil ao Uruguai, fortalece a logística do sistema multimodal, concretizando um projeto econômico sustentável para o Estado; e com isso ganhamos todos.”

Também participaram do ato o secretário do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Jorge Branco, prefeitos e representantes das 37 cidades beneficiadas pela medida.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...