Escola do Leite da Dália reúne média de 50 alunos por encontro na região de Progresso

Os produtores estão comparecendo em massa às aulas da Escola do Leite nos municípios que compreendem a região de Progresso. O cronograma teve início no mês de maio e se estenderá até fevereiro de 2016 com dez módulos que serão abordados pela equipe técnica do Setor de Gado Leiteiro da Dália Alimentos.

Com uma média de 50 alunos por aula, as informações referentes à atividade leiteira estão sendo repassadas a 567 produtores divididos em 11 turmas. O primeiro, de um total de dez módulos, destacou o tema “Gestão e Planejamento da Atividade Leiteira” e foi ministrado durante todo o mês de maio pelo técnico e coordenador da Escola do Leite, Júlio De Sordi. O técnico da região de Progresso, Gabriel Pozzebon, também está auxiliando na organização das aulas.

De acordo com Sordi, os produtores foram interativos durante as aulas do primeiro módulo e demostraram interesse e curiosidade pelos conteúdos abordados. “As turmas foram bastante participativas e houve uma grande mobilização dos produtores de leite da região. Foram encontros proveitosos, com esclarecimento de dúvidas e troca de informações e experiências”, avalia.

O próximo módulo, sobre o tema “Qualidade do Leite e Manejo de Ordenha”, será ministrado pela técnica Bruna Nardi. As aulas ocorrerão durante todo o mês de junho, conforme cronograma já entregue aos produtores no início do projeto.

Participam da Escola do Leite produtores associados da Dália Alimentos nos municípios de Progresso, Boqueirão do Leão, Canudos do Vale, Sério, Marques de Souza, Barros Casal, Pouso Novo e Fontoura Xavier.

Na avaliação do supervisor do Setor de Gado Leiteiro da Dália Alimentos, Fernando Oliveira de Araujo, os produtores entenderam que este será o novo modelo de assistência técnica da cooperativa e que a participação nos dez módulos será muito importante para o esclarecimento de dúvidas acerca da produção de leite e de toda atividade ligada à bovinocultura leiteira. “Com a Escola do Leite conseguimos atender aos produtores de uma forma mais abrangente, tendo em vista que a região é bastante extensa para um único técnico.”

Saiba mais

A Escola do Leite envolve uma camionete furgão Sprinter equipada com sistema de áudio e vídeo que percorre diversas propriedades com uma sala de aula itinerante. O projeto consiste em aulas com conteúdos relacionados à cadeia leiteira e substitui o modelo tradicional de assistência técnica, que demanda a visita do técnico em cada propriedade.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...