Entrevista “Estamos admitindo o pedágio”, diz Ito Lanius sobre a concessão da BR-386

Liderança enfatiza busca pela melhora da logística, mas com redução no valor da cancela

O presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT), Ito Lanius disse que admite a concessão de pedágios na BR-386. Com isso, espera uma melhora na logística. “O custo da logística brasileira, ou seja deslocar serviços e pessoas, têm um impacto na nossa economia em aproximadamente 20% do PIB. Em países desenvolvidos isso é inferior a 10%. Não que queremos pedágio, mas admitimos porque o pedágio assim, como, a estrutura de logística, é decisiva para promover o desenvolvimento regional”, enfatiza.

Lanius defende a manutenção dos repasses atuais para a rodovia, afim de garantir investimentos de mais vulto e imediatos, aliados a uma cobrança menor nas cancelas. A liderança regional, comenta que o Governo Federal tem um imposto chamado ‘Cidi’. Este, teria sido criado especificamente para melhorar a Logística Nacional. Desde sua criação teriam sido arrecadados R$ 68 bilhões, mas aplicados apenas R$ 35 bilhões. “Este foi um dos nossos argumentos fortes na Audiência Pública com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) de Porto Alegre, porque temos que ter mais seriedade na aplicação dos recursos. Se isso fosse bem feito, nem precisaríamos falar em pedágio”, exclama.

Para o tesoureiro da CIC-VT e coordenador do projeto de logística do Vale do Taquari, Ivandro Carlos Rosa, o trecho é muito extenso para uma Audiência Pública única no estado. “Haviam representantes, inclusive de Santa Catarina, eram muitas pessoas retratando sua dificuldade. Tínhamos apenas 2h para todas estas pessoas se pronunciarem”, explica.

O projeto de concessão terá duração de 30 anos, o dobro da antiga, que para Ivandro, já era extensa. “Precisamos verificar a quantidade de veículos. Temos que ter a habilidade de conduzir a discussão com clareza, para diminuir o valor da nossa tarifa. A BR-116 não vai ter pedágios. Eles vão se beneficiar”, pontuou sobre a perda de competitividade do Vale com a Serra. Ivandro encabeça um projeto em parceria com Univates, La Salle e Ufrgs

A próxima audiência ocorre na quinta-feira (23), a partir das 14h, na sede da ANTT, em Brasília-DF. A consulta de informações ocorre até 17 de março. RG

Fonte Grupo Independente

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...