Empresas têm até 31 de janeiro para pagar a contribuição sindical patronal

As contribuições patronais são a principal fonte de custeio das entidades sindicais e garantem que elas atuem como legítimas representantes da categoria. Com isso a empresa estará contribuindo com o fortalecimento da sua categoria econômica e poderá ser representada de forma mais efetiva frente aos órgãos públicos e no meio político.

Uma dessas contribuições é a sindical, que deve ser quitada por empresários do comércio de bens, serviços e turismo do Rio Grande do Sul até 31 de janeiro de 2016. Pelo valor da contribuição, as entidades representativas dos empresários têm, segundo o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, o amparo para o desenvolvimento do seu trabalho. “Monitoramos a atuação dos Poderes Executivo e Legislativo, nos níveis municipal, estadual e federal, com o objetivo de criar um ambiente favorável para que estas empresas gerem emprego, renda e desenvolvimento nas comunidades em que atuam. Esse é um trabalho que traz pouca visibilidade, mas produz muitos resultados”, destaca Bohn.

O dirigente lembra que a Federação e os sindicatos estão permanentemente vigilantes para que os governos sejam responsáveis e eficientes na aplicação dos recursos tributários, para que racionalizem a arrecadação de tributos e flexibilizem a legislação trabalhista, diminuindo custos e burocracia para as empresas. “Por isso, convidamos todos os empresários do Rio Grande a conhecerem o nosso trabalho, assim terão a certeza de que o pagamento da contribuição sindical não é mais um gasto, e sim um investimento com retorno permanente”, completa.

Da quantia arrecadada, 60% é destinada ao sindicato que a representa, 20% ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), 15% à Fecomércio-RS e 5% à CNC. A empresa que quiser quitar a contribuição sindical pode acessar a guia de pagamento pelo link http://www.grcs.com.br/fecomercio-rs/emissao.asp.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...