Emater/RS-Ascar abre temporada de cursos em Teutônia

O Centro de Formação de Agricultores de Teutônia (Certa) da Emater/RS-Ascar realizou, entre quarta e quinta-feira, dias 14 e 15, o primeiro curso de 2015. Com o tema Dietas para Vacas Leiteiras, a qualificação contou com a participação de bovinocultores de leite dos municípios de Lajeado, Imigrante e Colinas. Na ocasião foram abordados temas, como, fisiologia digestiva; variáveis de exigências nutricionais e consumo de matéria seca; trabalho em planilha de Gerenciamento de Rebanho; cálculo de dietas; tipos de alimentos, concentrados e volumosos, proteicos e energéticos e pesagem da vaca, produção de leite, período de lactação e última inseminação.

Até o final do ano serão realizadas outras tantas capacitações, com temas como, Bovinocultura Leiteira, Qualidade do Leite e Gerenciamento da Propriedade Rural, além de outros módulos da qualificação de Dietas. De acordo com o coordenador do Certa, técnico agropecuário da Emater/RS-Ascar Maicon Berwanger, durante o ano de 2015, outras qualificações poderão ser disponibilizadas, com assuntos como Segurança do Trabalho, Criação de Terneiras e Sanidade Animal. “O que avaliamos é que um Centro de Formação deve ser inovador, nunca ficando parado no tempo, se moldando conforme a caminhada feita pela agricultura”, analisa.

Entre os produtores, estava Vitor André Eckhardt, do Bairro Imigrante, em Lajeado. Trabalhando como vendedor, voltou à propriedade dos pais há quatro anos para investir na bovinocultura leiteira. “Como trabalhava com assistência para ordenhadeiras, via muitos agricultores pouco cuidadosos com a atividade, o que me fez perceber o fato de que talvez aí estivesse um bom mercado”, enfatiza. Com 17 vacas em lactação, produzindo, em média 220 litros de leite por dia, Vitor não se arrepende da escolha. “Não é que o salário seja tão maior, mas a menor despesa e a qualidade de vida compensam”, explica.

Sobre a busca por qualificação, o agricultor garante ser fundamental para o desenvolvimento da atividade. Não à toa, quando começou, as vacas produziam apenas sete ou oito litros de leite por dia. “Foi só fazer uma capacitação sobre manejo nutricional, que esse número subiu”, diz. Para o futuro, Vitor já projeta o aumento de plantel para 25 vacas, com o objetivo de produção de 20 a 25 litros diários por animal. Para atingir estes números, o produtor foca no aprendizado. “Estou fazendo o curso Técnico em Agropecuária, que será muito útil no meu dia a dia”, acredita.

Situação semelhante à de André, viveu o agricultor Realdir Schmidt, da localidade de Linha Santo Antônio, em Colinas. Filho de produtores, voltou para a propriedade dos pais no mês de abril, após nove anos trabalhando como montador de moveis para uma empresa local. Com 50 vacas em lactação produzindo, em média, mil litros de leite por dia, Realdir se diz satisfeito. “É um trabalho com boa perspectiva, menos estressante e com mais lucratividade”, salienta. “Fora a qualidade de vida, que é bem melhor, já que a atividade anterior era muito mais pesada”, diz.

Interessados em participar dos cursos do Certa podem se inscrever diretamente no Colégio Teutônia, que fica na Rua Asidio Dreyer, 154, Bairro Teutônia, Teutônia-RS. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (51) 9935-9236 ou (51) 3762-4977, pelo e-mail ctteutonia@emater.tche.br, ou ainda pelo site www.emater.tche.br, no link Centros de Formação. As atividades do Certa tem o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Emater/RS-Ascar e Colégio Teutônia. O apoio é das cooperativas Certel, Sicredi e Languiru.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...