Em busca de voluntários, Asla assina convênio com UPV Lajeado

A Unidade Parceiros Voluntários (UPV) de Lajeado firmou, na tarde da última quinta-feira, dia 7, convênio com mais uma organização da sociedade civil (OSC). A Associação de Surdos de Lajeado (Asla) passa a contar com o direcionamento do trabalho de parte dos voluntários da UPV no auxilio de suas atividades diárias. A entidade tem por objetivo oferecer atendimento especializado às pessoas com deficiência auditiva.

O convênio foi assinado pelos presidentes da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), Ronaldo Zarpellon; da Asla, Catiúcia Hauschild; assistente social Tânia Rodrigues e pela coordenadora da UPV Lajeado, Gilmara Esteves Scapini. Também esteve presente ao ato a intérprete Rosane Krüger. Catiúcia é surda e por este motivo foi necessário a presença de uma profissional capacitada para traduzir a linguagem de sinais.

A organização atua diretamente com indivíduos surdos. “Trabalhamos com atendimento psicossocial e educacional para deficientes auditivos de todas as idades. Durante a semana, as atividades são realizadas em grupos. Crianças, adultos e suas famílias estudam a linguagem de sinais e paralelamente são instruídos na aprendizagem escolar”, informa a assistente social.

Também são realizadas visitas domiciliares às casas onde residem os deficientes auditivos. Na visita, é feita entrevista com a família. Desta maneira, é possível analisar a demanda e encaminhar cada caso de maneira mais adequada. “Proporcionamos aos familiares o acesso à informação, orientando e incluindo-os nos serviços oferecidos pela entidade”, enfatiza

Cultura surda

A presidente da entidade acrescenta que as pessoas têm “medo” dos surdos. “Quando chegamos a uma loja, por exemplo, muitas vezes o atendente fica nervoso e não sabe como agir. Repassa para outra pessoa o atendimento e, mesmo assim, não é resolvido o problema criado por eles mesmos, atendentes. É simples, com um pedaço de papel e uma caneta, ou até mesmo por mímica, a comunicação acontece e flui. Queremos divulgar a cultura surda para as pessoas aprenderem como devem se portar e facilitar a nossa vida que já é tão difícil”, depõe Catiúcia.

Ela ainda comentou a mais antiga e incorreta denominação atribuída ao surdo. “Não somos surdos-mudos! Apenas por não ouvirmos nossa voz, não conseguimos falar. Queremos divulgar isso, pois muitos veículos de comunicação ainda divulgam de forma errônea nossa mudez”, finaliza.

Torne-se voluntário

Para os interessados em aderir ao movimento de voluntariado organizado, a UPV Lajeado recebe inscrições nos programas de Voluntários Pessoas Física – VPF (qualquer pessoa pode participar, basta ter mais de 14 anos); Voluntário Pessoa Jurídica – VPJ (empresas e organizações diversas que desejam estimular os seus colaboradores ao voluntariado) e Jovens Voluntários/Tribos (escolas que desejam estimular os jovens ao voluntariado). A UPV também está aberta à inscrição de novas OSC’s, ou seja, instituições que preencham os requisitos para se habilitarem a receber o trabalho de voluntários.

Para informações, entrar em contato com a coordenadora da UPV, pelo fone 3011-6900 ou e-mail parceirosvoluntarios@acilajeado.org.br. A UPV funciona junto à Acil, Rua Silva Jardim, 96, Centro.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...