Em 2015: Passageiros vão poder fazer turismo pelo Vale em locomotiva

Em 2015, o Vale do Taquari fará parte de um circuito nacional de turismo. Isso será possível graças ao projeto “Trem é Turismo”, que foi lançado na manhã desta quarta-feira, dia 17, na Sociedade Recreativa e Cultural José Garibaldi.

A iniciativa das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais (ABOTTC), do Sebrae e da Associação dos Municípios de Turismo do Vale do Taquari (Amturvales) prevê que um trem turístico e cultural percorra a Rodovia do Trigo, no percurso que compreende sete municípios, entre Estrela e Guaporé.

A logística do projeto foi apresentada pelo consultor da ABOTTC, Luiz Carlos Barbosa, que destacou as 20 operações em andamento em todo o Brasil. Colocou que o principal objetivo dos trens turísticos e culturais é gerar negócios nas comunidades onde estão inseridos.

Reportando-se ao passado, Barbosa recordou que o conceito trem turístico e cultural surgiu no Reino Unido, em 1950, após a 2ª Guerra Mundial, a fim de alavancar a economia. Lembrou que no Brasil o primeiro trem utilizado para cunho apenas turístico foi inaugurado em 1884, e até hoje se encontra em funcionamento no Corcovado, no Rio de Janeiro, atraindo 1,2 milhão de turistas ao ano.

Quanto às perspectivas para o “Trem é Turismo” no Vale do Taquari, adianta que são positivas. “Estimamos um acréscimo de 50% nos negócios, a ampliação no faturamento de 10%, o aumento de fluxo de turistas em 15% e satisfação de 80% dos clientes”, adiantou.

Para que estes índices sejam alcançados, Barbosa solicitou engajamento de toda a comunidade ligada ao artesanato, à hotelaria, ao comércio, aos estabelecimentos de alimentação, aos guias de turismo, aos donos de táxis e vans e demais segmentos. “Se tivermos o apoio e a cooperação de todos iremos movimentar o turismo sobre trilhos desta região de uma maneira inovadora e lucrativa. Afinal, vamos transformar beleza e natureza em riqueza.”

O prefeito de Muçum e anfitrião, Lourival de Seivas, colocou que o projeto é um antigo sonho do Vale do Taquari e que a ferrovia é um elo de união entre o passado e o presente. “Com certeza este é um dos momentos mais importantes para Muçum e para a região. Turismo une, agrega, gera rentabilidade e traz novas oportunidades.”

O vice-presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) e prefeito de Dois Lajeados, Volnei Cover, falou que este é o projeto de número um na região, prioritário e desafiador.

Capacitar antes de executar

O presidente da Amturvales, Vanildo Roman, ressaltou que o trabalho e a mobilização para transformar o projeto em realidade tiveram início ainda no ano passado e, desde então uma série de reuniões e tratativas foram realizadas. Roman destacou o trabalho de qualificação, através de cursos e capacitações iniciados em agosto com proprietários de estabelecimentos e prestadores de serviços.

“Aqui, estamos fazendo o contrário: primeiro capacitando as pessoas para depois estruturar a rota. Queremos ter pessoas empolgadas e preparadas para bem receber os turistas e visitantes”, enaltece.

A representante do Sebrae Nacional, Andrea Faria, frisou a aliança firmada com a ABOTTC e a Amturvales no sentido de, além de estimular o turismo, também preparar todo o entorno da rota. “O Sebrae entra com essa parte de capacitar, orientar, conscientizar e de mobilizar, pois o que importa não é somente a operação do trem, mas também as pessoas que envolvem todo o processo.”

Execução em 2015

A previsão de início de operação do projeto “Trem é Turismo” é para 2015. A empresa responsável pelos serviços será a Serra Verde Express, do Paraná. O trem que transportará os passageiros será o “Litorina”, com capacidade para 56 ocupantes.

A rota com 60 quilômetros de extensão passará pelos trilhos da Ferrovia do Trigo, cuja estrada férrea passa por túneis, montanhas, vales, rios, estações e viadutos – dentre eles o maior da América Latina, o Viaduto 13, com 143 metros de altura e 509 de comprimento, localizado em Vespasiano Corrêa.

O percurso terá aproximadamente duas horas de duração e sairá da estação em Estrela passando pelos municípios de Colinas, Roca Sales, Muçum, Dois Lajeados, Vespasiano Corrêa até chegar a Guaporé.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...