Duplicação: Funai dá aval para obra na BR avançar

A Fundação Nacional do Índio (Funai) informou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) que autoriza as obras de duplicação da BR-386 entre Estrela e Tabaí, em mais três quilômetros da rodovia. O trecho liberado vai do quilômetro 335,5 ao 338,5, onde está instalada a aldeia indígena caingangue. A superintendência do Dnit, por meio de sua assessoria de imprensa, diz que “as obras de duplicação no trecho devem começar até o final do mês de junho”. A primeira ação a ser realizada é a retirada da vegetação para que as máquinas comecem o trabalho de terraplenagem, porém, para que isso ocorra, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) precisa emitir licença ambiental.

A liberação dos três quilômetros acontece porque o Dnit abriu licitação para contratar empresa que vai construir a nova aldeia. A definição está marcada para quarta-feira. “Era o que tínhamos acertado com a Funai. Assim que tivesse a licitação, mais trechos seriam liberados. Isso significa que a obra segue o seu ritmo”, comenta o presidente da Comissão Pró-Duplicação da BR-386, José Luiz Cenci.

Até agora, de acordo com o Dnit, aproximadamente 70% da duplicação já está concluída ou em fase de acabamento. O investimento do governo federal na obra é de R$ 183 milhões, e já foram gastos R$ 117 milhões.

Cinco quilômetros

A Funai ainda precisa autorizar a liberação de mais cinco quilômetros. O que deve acontecer quando a construção da nova aldeia começar. Após a liberação desse trecho, estarão completos os 33,8 quilômetros em obras já finalizadas ou em andamento.

Por causa do entrave, a duplicação da BR-386 entre Estrela e Tabaí, que se iniciou em novembro de 2010, deve ser concluída até abril de 2014. A previsão inicial era dezembro de 2013.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...