Duplicação da BR-386: Nova reunião analisa liberação

Uma nova reunião para discutir a duplicação integral da BR-386 no trecho Tabaí/Estrela ocorre na próxima quinta-feira, dia 22, às 16h, durante a Festa de Maio, em Teutônia. Conforme o presidente da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT), Ito Lanius, a classe empresarial da região planejará novas estratégicas para agilizar as obras da duplicação, em especial dos dois quilômetros da área indígena, em Estrela.

Na quarta-feira, dia 14, durante a Marcha dos Prefeitos em Brasília, houve um encontro com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), para solicitar agilidade no processo. Temer conversou com os responsáveis e garantiu a continuidade da obra e a conclusão da duplicação pela atual empreiteira. Mas não houve uma ação definitiva para tal.

Isso seria feito em uma reunião marcada para a quinta-feira, dia 15, com os responsáveis pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit). Contudo o encontro foi cancelado.

Segundo o presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Sidnei Eckert, os prefeitos tiveram que retornar para suas cidades e o intermediador do encontro, deputado estadual Edson Brum (PMDB), também não pode ficar em Brasília. Brum acredita que a conversa com o vice-presidente já tenha sido uma forma de dar andamento ao caso.

Durante o encontro o senador Paulo Paim (PT) a secretária Especial dos Direitos Humanos, Maria do Rosário (PT), também garantiram à comitiva uma negociação com responsáveis pela Fundação Nacional do Índio (Funai) para tentar resolver o impasse entre a entidade e o departamento.

Impasse Funai e Dnit

Desde o começo das obras de duplicação da BR-386, a Funai impede o Dnit de começar os trabalhos em dois quilômetros em Estrela, que fazem divisa com uma aldeia indígena. Entre as exigências para a autorização, estão a construção de uma escola e de dez moradias para 29 famílias caingangues que vivem na área.

O impasse entre o Dnit e Funai agora é prazo desta liberação. Enquanto o departamento acredita que poderia começar as obras quando as moradias estivessem parcialmente concluídas, a fundação alegou que só liberaria o trecho no fim do ano, quando as casas estivessem prontas.

A duplicação da BR-386 começou em novembro de 2010. As obras deveriam ter sido concluídas no final de 2013, mas até o momento, dos 33,8 quilômetros, 22 forma entregues.

Comitiva 

Na comitiva do Vale do Taquari que tratou sobre a BR-386 em Brasília estiveram o prefeito e o vereador de Estrela, Carlos Rafael Mallmann e Marcelo Braun, respectivamente; o presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari, Sidnei Eckert; o vice-prefeito de Lajeado, Vilson Jacques; o presidente da CIC-VT, Ito Lanius; e o vice-reitor da Univates, Carlos Cyrne.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...