Doze agroindústrias firmam convênio para receber recursos

A sala de reuniões do escritório regional da Emater/RS-Ascar de Lajeado ficou pequena na manhã da última sexta-feira, dia 21, para o ato de assinatura dos contratos de doze agroindústrias familiares do Vale do Taquari que receberão recursos da Participação Popular e Cidadã (PPC). Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Ivar Pavan, ao lado de prefeitos, secretários, representantes de instituições e donos de agroindústrias, formalizaram os documentos que viabilizam o repasse de recursos.

Na ocasião, foram seis os municípios que formalizaram o procedimento que concede o valor de R$ 50 mil para investimentos nas agroindústrias locais: Arroio do Meio, Lajeado, Marques de Souza, Poço das Antas, Putinga e Sério. Estes municípios se juntam a outros – como Ilópolis e Cruzeiro – que já realizaram as assinaturas. Em breve, Colinas também passará pelo processo. No total, por meio de recursos do programa estadual de agroindústria familiar Sabor Gaúcho, da SDR, 70 agroindústrias da região serão beneficiadas, o que injetará cerca de R$ 1,4 milhão na economia do Vale.

Cada empreendimento poderá utilizar o valor para a execução de: construções, reformas, adequações estruturais, equipamentos, insumos, regularizações ambientais e elaboração de projetos arquitetônicos. Para o secretário Pavan, o ato é importante e simboliza o processo de fortalecimento pelo qual a agricultura familiar está passando, uma das prioridades do atual governo. “Hoje, já são mais de 1,2 mil agroindústrias familiares com o selo Sabor Gaúcho. Uma marca que o povo do Rio Grande do Sul reconhece e confia cada dia mais”, enfatizou.

Para que este número aumente ainda mais, o governo aposta em ações que possam alavancar o agronegócio no estado. Além dos investimentos na Emater/RS-Ascar – braço da SDR para a execução de políticas públicas – com ampliação do corpo técnico, renovação da frota de veículos e investimentos em equipamentos, programas como o de Agroindústria Familiar, de Aquisição de Alimentos e de Alimentação Escolar, também servem para estimular os produtores. “Isto para que os produtores saiam da monocultura e apostem cada vez mais na diversificação, como forma de agregar valor ao seu negócio”.

Um dos contemplados com o repasse de RS 50 mil foi o agricultor Cézar Gheno, de Linha Três Barras, em Putinga, dono de uma agroindústria de geleias e compotas. Com o valor conseguirá investir em mesa de inox, pia, despolpadora, balança, entre outros equipamentos, que aperfeiçoarão o processamento de matérias-primas como mirtilo, citros e aipim. Para Gheno é uma satisfação e um estímulo poder contar com o aporte de recursos. “Que todos os contemplados possam utilizar o dinheiro da melhor maneira possível, para que as nossas agroindústrias cresçam ainda mais”, afirmou.

Outras ações

Durante o evento, outros atos também foram realizados, como a inauguração das novas dependências da coordenadoria e o empossamento dos coordenadores regionais da SDR nos vales do Taquari e Rio Pardo, Mauro Stein e Rudimar Müller. Na mesma ocasião também houve a assinatura dos termos de adesão ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), nos municípios de Lajeado, Estrela, Teutônia, Arroio do Meio, Pouso Novo e Roca Sales. Por meio do PAA, o agricultor tem uma alternativa de comercialização para a produção, ao mesmo tempo em que as entidades que trabalham com públicos em situação de insegurança alimentar têm uma forma de amenizar a deficiência causada pela falta de uma alimentação qualificada.

No encontro, foi realizada mobilização pela manutenção da filantropia da Emater/RS-Ascar. Nos vales do Caí e Taquari, que compõem o regional da Lajeado, todos os prefeitos já aderiram ao abaixo-assinado que visa a defender a continuidade do trabalho de assistência técnica e extensão rural junto ao homem do campo. O prefeito de Lajeado, Luis Fernando Schmidt, lembrou-se da importância da agricultura familiar no nosso dia a dia. Para o administrador, nunca se pode esquecer que o leite que se bebe e as carnes e as verduras que comem são fruto do trabalho do homem do campo. “E muito dessa qualidade que temos passa pelo trabalho da parceria entre o agricultor e a Emater”, disse.

O gerente regional da Emater/RS-Ascar, Luiz Bernardi, agradeceu o apoio. “São ações importantes que significam a manutenção de uma agricultura forte para o estado”, enfatizou. Sobre o trabalho com as agroindústrias, valorizou o empenho do assistente técnico regional (ATR) em Agroindústrias da Emater/RS-Ascar, Nilo Cortez, e lembrou que o Vale do Taquari é um dos Coredes (Conselhos Regionais de Desenvolvimento) que mais apoia a modalidade. “Além dos programas do estado, o Codeter (Colegiado de Desenvolvimento Territorial) também priorizará as agroindústrias em suas demandas”, disse. “O mesmo valendo para o projeto de Arranjo Produtivo Local (APL), lançado recentemente na região alta”.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...