Dois secretários de estado do RS palestram na Acil

A reunião almoço com os secretários de estado do Rio Grande do Sul, Ana Pellini, de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e Lucas Redecker, de Minas e Energia, atraiu cerca de 120 pessoas, entre empresários, comerciantes e lideranças da região. Na abertura, o presidente da CIC-VT, Ito Lanius destacou que uma das bandeiras da entidade é a recuperação do PIB regional. O Produto Interno Bruto já foi de 4%, hoje está um pouco abaixo disso, chega a 3,4%. Um dos caminhos para a retomada do crescimento sustentável é a geração de energia elétrica. “Mas para isso, precisamos resolver as questões burocráticas que estão dificultando a liberação de processos ambientais”.

O diretor de geração de Energia da Certel e presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, Julio Salecker, apresentou um diagnóstico do Sistema Elétrico nos 36 municípios que compõem o Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat). São três usinas em operação, duas no arroio Forqueta e uma no Boa Vista. Juntas, elas geram cerca de 13,85MW. A região tem dez projetos para a construção de hidrelétricas e uma usina eólica que ainda aguardam liberação. Se estivessem operando, poderiam suprir a demanda regional que é de 230 MW. Destacou ainda, a necessidade da construção da nova linha de transmissão para abastecer o Vale do Taquari, a Lajeado 3. O projeto já está licenciado e a previsão era para ser inaugurado em abril do ano que vem, mas até agora não saiu do papel.

Já o secretário Lucas Redecker, de Minas e Energia, disse que a pasta tem um projeto para mapear o Rio Grande do Sul na geração de energia elétrica. Ele destacou que sabe que existe uma morosidade na liberação dos processos ambientais, mas que está lutando para tentar acabar com esses entraves. Na conversa, apresentou ainda o planejamento efetivo do estado que inclui ações para os próximos dez anos.

A secretária de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini anunciou novidades que estão previstas para serem adotadas nos próximos meses. Uma delas, é a inauguração da sala de atendimento na Fepam, que completa em 2015, completa 25 anos. A ideia com isso agilizar o atendimento de processos. O agendamento pode ser feito via internet. Ela anunciou ainda que pretende diminuir e estipular um prazo limite para que a liberação de licenças ambientais. Hoje a espera pode chegar em média quase 3 anos. Pelo novo projeto o tempo máximo previsto cai para 180 dias.

A reunião almoço foi uma realização da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Câmara de Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT)

Palestrantes

Ana Pellini é natural de Caxias do Sul, é servidora pública do Estado e graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Antes de assumir a Sema-RS, Ana Pellini atuava como secretária de Licenciamento e Regularização Fundiária da Prefeitura de Porto Alegre.

Lucas Redecker é natural de Novo Hamburgo, deputado estadual reeleito pelo PSDB/RS. Foi líder do PSDB e líder da Bancada tucana na Assembleia Legislativa e presidiu a CPI da Energia Elétrica, em 2014.

Realização

O evento contou com o apoio do BRDE, Bebidas Fruki, Bom Negócio Móveis e Decoração, Docile Alimentos, Excellence Garçons, Floricultura Rossol, M Sommer Produções e Olicenter Informática.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...