Dieta completa e balanceada garante maior produtividade

Na propriedade da família Ehrenbrink, em São Jacó, interior do município de Estrela, as vacas seguem uma completa e balanceada dieta, visando o melhor desempenho na produção de leite e também à redução da mão de obra na granja associada à Dália Alimentos.

O galpão no estilo free stall, com 111 metros de comprimento – sendo que parte encontra-se em ampliação –, é abrigo para os 200 animais que integram o plantel da propriedade. Destes, 98 se encontram em lactação, produzindo 2,8 mil litros de leite diários. Para atender à demanda, três ordenhas são realizadas durante o dia e madrugada.

Os responsáveis pelo trabalho são Olavio Ehrenbrink (57) e os filhos Carline, Mauro Roberto e Carla. Carline (27), que também é associada à Dália Alimentos, é a voz de comando dentro da propriedade, pois além de gerenciar toda a parte administrativa, também auxilia na ordenha e no trato das vacas.

Para alimentar tantas bocas, e de forma correta, Carline segue uma dieta repassada pelo técnico em Nutrição Animal da Dália Alimentos, Paulo Roman. Para atender ao rebanho de forma balanceada, é utilizado um vagão vertical forrageiro. Com o equipamento, segundo Carline, foi possível reduzir a mão de obra e tornar o alimento, ou seja, a mistura fornecida ao gado leiteiro, mais homogênea, atendendo a todas as vacas de forma mais particular.

Entre os alimentos fornecidos ao gado está a silagem de milho, o feno de tifton, o resíduo de cevada úmida, a ração gado leiteiro AP Dália, o sal mineralizado Dália, a gordura protegida, o sequestrante de micotoxina, a levedura e o tamponante. “Antes, quando não era feita a deita, tínhamos muito mais trabalho e algumas vacas comiam nutrientes que não precisavam. Hoje, todas ingerem o alimento que realmente precisam e conseguem até produzir mais”, observa a produtora.

Para Roman, o uso de vagão forrageiro é importante, pois melhora a qualidade da mistura, proporcionando com que todos os animais ingiram os nutrientes necessários para atingir o máximo de desempenho. Além disso, facilita a mão de obra. “As dietas balanceadas fazem com que os animais expressem o potencial de produção e minimizem o custo da mesma, fazendo a atividade mais rentável”, observa o técnico.

Dois lotes, duas dietas

Para melhorar os índices de produtividade, os animais foram divididos em dois lotes, com duas dietas específicas. No primeiro, a dieta está direcionada ao grupo com os melhores animais, com maior índice de produtividade, chegando a atingir 36 litros de leite/vaca/dia. O segundo grupo é constituído por vacas com mais idade e menor produção.

No total, a propriedade conta com 42 hectares de área de terras e outros 18 hectares são alugados para o plantio da pastagem destinada à alimentação do gado leiteiro. Outro diferencial da propriedade é o investimento em máquinas agrícolas como tratores, carretões e ensiladeiras, que prestam serviço às propriedades vizinhas e aos interessados.

Perfil da assistência técnica

Paulo Roman tem 46 anos, é funcionário da Dália Alimentos desde 1988 e atualmente é encarregado pela área de Nutrição de Gado Leiteiro. Roman formou-se no curso Técnico em Agropecuária há 25 anos, na Escola Técnica de Ilópolis.

Para ele, “a assistência técnica é importante, porque levamos a informação ao provocamos a discussão e a ação do que é melhor dentro da propriedade para atingir os objetivos que o produtor busca na atividade leiteira”, comenta.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...