Dia estadual do leite: IGL estuda capacitação ampla da cadeia

Em reunião alusiva ao Dia Estadual do Leite, comemorado em 17 de setembro, o Instituto Gaúcho do Leite (IGL) promoveu encontro da sua diretoria, câmara técnica, entidades e empresas. Em pauta, o estudo e debate da implantação de duas modalidades de capacitação em todos os elos da cadeia leiteira, com foco na qualidade do produto, seus derivados e na permanência do jovem na atividade.

A primeira foi apresentada pelos diretores do Instituto de Educação no Agronegócio (I-UMA), José Américo da Silva e Jhussara Costa da Rosa. Trata-se de programa socioeconômico educacional, 100% na modalidade de educação à distância – EAD, inédito e focado no jovem produtor rural. O conteúdo e tecnologia previstos para a primeira etapa focam a produção de leite, especialmente em propriedades familiares.

Na sequência, Roberto Schroeder e Ana Stepan, da Superintendência Estadual do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), promoveram debate sobre a implantação do Programa de Alimento Seguro (PAS) da cadeia do leite do estado. Com metodologia do Mapa e parceria do Sebrae e Senai, o PAS Leite trabalha em três frentes: PAS/Campo (nas propriedades rurais), PAS/Indúsria (nas indústrias) e PAS/Transporte (treinamento dos transportadores). Todos têm foco na melhoria e garantia da qualidade e segurança do leite e derivados.

Devido à sua capilaridade e abrangência em todos os elos da cadeia leiteira gaúcha, a entrada do IGL como parceiro nos dois programas potencializará e agilizará sua implantação, vindo ao encontro da rapidez que a cadeia leiteira precisa para a introdução de novos conceitos de organização, qualificação e desenvolvimento, explica o diretor executivo do Instituto, Oreno Ardêmio Heineck.

O presidente do IGL, Gilberto Piccinini, diz sentir-se gratificado “em poder homenagear a cadeia leiteira, no seu dia estadual, com a atividade desenvolvida”. “Aproximamo-nos, de forma ampla e com acesso democratizado a todos os elos de dois programas que lidam diretamente com temas cruciais como a qualificação da produção e a permanência na atividade”, enfatiza.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...