Dia dos Pais terá R$ 345 milhões em movimento no comércio gaúcho

O comércio do Rio Grande do Sul vai movimentar um total de R$ 345 milhões com a compra de presentes para o Dia dos Pais. O valor é equivalente ao registrado no mesmo período de 2014, e retrata o momento da economia brasileira e, em especial, do serviço público estadual. “O desempenho mensal do setor tem uma dependência relativa do funcionalismo. A dificuldade de saneamento da folha de pagamento do estado vai trazer reflexos no volume de negócios para a data, mas também carrega um lado emocional muito forte, o que faz com que as compras aconteçam”, relata Vilson Noer, presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV), que inclui mais de 25 mil empresas e 160 mil trabalhadores no RS.

Conforme dados de levantamento feito pela entidade para descobrir a intenção de compras dos consumidores para a data, que ocorrerá no próximo domingo, dia 9, 84% dos gaúchos pretendem presentear os pais. Para Noer, a data é decisiva para a recuperação das vendas, e é uma grande oportunidade para os lojistas fidelizarem seus clientes, buscando dirimir de alguma forma, os efeitos da desaceleração econômica. Entretanto, os filhos gaúchos estão um pouco mais comedidos neste ano, pois 45,8% dos entrevistados gastarão entre R$ 90 a R$ 100, com o presente, enquanto no ano passado, o tíquete médio era de R$ 110. Dos entrevistados 26,9% informaram que darão presentes para o marido, 11,5% vão agradar o sogro e 7,7% também darão um “mimo” para o irmão.

O levantamento indicou que apenas 29,2% afirmaram já ter comprado o presente, enquanto 41,7% dos consumidores projetavam ir às compras na primeira semana de agosto, e 16,7% farão na véspera da data. A maioria dessas pessoas, 56,5%, deve ir às lojas de ruas no Rio Grande do Sul. As situadas em shoppings estão na vice-liderança, sendo o local de preferência de 30%. Repetindo 2014, as roupas lideram as intenções de compras com 50%, seguido de sapato com 29,2% e, com 16,7%, perfumaria. O preço, a qualidade do produto e o atendimento são destacados como prioridades para definir a compra.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...