Dália forma a primeira turma do Projeto-piloto Sucessão Rural

Após um ano de encontros, a Dália Alimentos encerrou o Projeto-piloto Sucessão Rural. A iniciativa da cooperativa foi finalizada em tom de conquista e comemoração pelos 12 jovens participantes do projeto. Junto aos familiares, eles confraternizaram no último dia 19, quando ocorreu a formatura da primeira turma de jovens rurais participantes no projeto.

O evento, com entrega de diplomas e certificados, foi realizado no Espaço Dália de Gastronomia. Além dos jovens e seus respectivos familiares, participaram os presidentes do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini; e Executivo, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas; além de conselheiros, gerentes e técnicos que acompanharam o projeto na área de leite e suínos.

O consultor em Pesquisas e Gestão Empresarial, professor Lucildo Ahlert, falou a respeito das aulas e da satisfação em encerrar a primeira turma. “Vocês são os novos alunos formados em gestão. Essa é a primeira de uma série de turmas que virão”, enalteceu.

O professor lembrou que, no transcorrer do projeto, muitos participantes demostraram receio do desconhecido, do novo e até mesmo em relação ao uso do computador e da internet. Destacou o empenho das famílias em acompanhar e apoiar os filhos na tomada de decisões e etapas do projeto. “Chegando ao final, é possível ver o quanto essas aulas foram proveitosas. Vejo que muitos tiveram uma elevação na autoestima e passaram a assumir sua posição nos negócios, sentindo-se mais valorizados. São os primeiros passos de uma grande mudança”, comemorou.

Ahlert agradeceu à Dália Alimentos pela oportunidade de formar administradores rurais e sugeriu que, para as próximas turmas, mulheres também passem a compor os grupos. Indicou, ainda, que não se deixe perder o vínculo entre o grupo e que novos encontros entre os formandos sejam realizados em 2014. O jovem Daniel Lorenzon realizou o juramento de enceramento e, ao representar todo o grupo, disse que o projeto promoveu um crescimento em todos os participantes. “A gente se tornou pessoas melhores”, falou.

O presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, colocou que 2013 se encerra com pontos muito positivos para a cooperativa. Lembrou que, na última década, a Dália começou a pensar e planejar, de forma especial e acentuada, o trabalho da família rural, com foco na sucessão. “Nossa região é diferenciada, começamos a buscar experiências no exterior e surgiu a ideia do Projeto Sucessão Rural.”

Enumerou o que o projeto proporcionou aos jovens, destacando a avaliação e análise do patrimônio familiar. “Os alunos se surpreenderam com o valor que cada um tem na propriedade”, disse. Também frisou o hábito da troca de ideias com os pais, do compartilhamento das informações sobre os negócios. “A maior sucessão é a de ideias, de pensamentos.” Ao parabenizar o grupo, pediu que a busca pelo conhecimento seja mantida, mesmo após o encerramento das aulas. “Não se imaginem formados. Estejam sempre atentos ao conhecimento e às novas experiências.”

Conforme o presidente, em 2014 o projeto deixará de ser piloto, passando a ser aplicado nas demais regiões de abrangência da cooperativa. “No próximo ano, essa iniciativa deixará de ser piloto e passará a ser um projeto solidificado, graças à experiência e participação de vocês.” Piccinini também informou o êxito do projeto idealizado pela Dália, informando que cooperativas coirmãs na região também estão aderindo à iniciativa lançada de forma pioneira pela Dália. “Isso demostra o quão bom o projeto é”, pontua.

Saiba mais

Ao longo do ano, jovens de Encantado, Nova Bréscia, Relvado, Coqueiro Baixo e Doutor Ricardo integraram o Projeto-piloto Sucessão Rural, que visa à promoção da sucessão familiar e, também, a orientação em gestão para o gerenciamento da propriedade agrícola.

Os encontros foram ministrados pelo consultor em Pesquisas e Gestão Empresarial, professor Lucildo Ahlert. Em cada aula, os participantes tomaram ciência da realidade de cada propriedade, aprendendo a utilizar as ferramentas de gestão.

Para 2014, a Dália Alimentos tem projetada a realização de novos projetos com a formação de dois novos grupos, com a participação de 20 jovens cada. A definição das regiões onde ocorrerá a organização das turmas está a cargo dos conselheiros da cooperativa.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...