Dália define novas etapas do Projeto ASA

A Dália Alimentos realizou, na última quarta-feira, dia 4, o segundo encontro do Projeto ASA. O encontro foi realizado no Auditório Itália do Centro Administrativo de Encantado e reuniu 160 produtores que manifestaram interesse em fazer parte das oito associações que deverão ser fundadas para a criação de frango de corte destinado ao abastecimento do frigorífico de aves, que será construído no município de Arroio do Meio.

No encontro, o presidente Executivo, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, apresentou propostas e prestou esclarecimentos. Ele explicou a sistemática do projeto, o valor do investimento a ser realizado, falou sobre a eficiência zootécnica, a produtividade, o fluxo de caixa, as linhas de financiamento, a rentabilidade e a viabilidade do projeto. “Será um projeto inovador, estruturado de forma associativa, assim como já ocorreu com suínos e, mais recentemente, com o gado leiteiro. Sem dúvidas uma nova opção de ganho e renda às famílias” O investimento em cada condomínio será de R$ 5 milhões. Também ficou estabelecido que a Dália Alimentos, para auxiliar na condução dos negócios, terá uma cota em cada condomínio, totalizando oito cotas.

O assessor jurídico, Reinaldo Cornelli, detalhou a linha mestra do Estatuto, com cláusulas e tópicos possíveis ou não de serem modificadas pelo fato de se tratar de um amplo e grandioso projeto.

Na avaliação do supervisor do Setor Frango de Corte, Pedro Raul Mallmann, o encontro foi altamente produtivo, pois o comparecimento foi de produtores realmente interessados em aderir às associações. “Fato relevante foi a faixa etária média dos participantes, estimada por volta dos 35 anos, o que evidencia que a atividade está agregando à Dália um grupo de produtores que, além de estar mais propenso em adotar tecnologias mais avançadas, tende a uma continuidade na produção por várias décadas.”

O presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, avalia o segundo encontro como um momento de esclarecimento e também de motivação para o grupo. “Participaram aqueles que realmente têm interesse em incrementar sua propriedade através de um projeto novo e associativo. Mais uma vez, a Dália apresenta sua posição de protagonista em propor projetos diferenciados, que visam reduzir custos e aumentar ganhos de escala, através da associação de produtores.”

Agora, a próxima etapa do projeto, será a formatação dos grupos que participarão dos condomínios. Caberá a cada conselheiro de Administração reunir os interessados de sua região de abrangência para a formatação dos grupos. Na ordem, os seguintes passos são: formação das oito associações, parceria com as prefeituras interessadas em realizar uma parceria público-privada para doação de área de terra, busca e avaliação de áreas em condições de se implantar as granjas. Todas estas etapas serão acompanhadas pela equipe técnica da Dália Alimentos, que concederá apoio e orientação.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...