Dália Alimentos apresenta faturamento histórico, projetos e perspectivas

Com um foco no âmbito econômico e geral da cooperativa, a Dália Alimentos deu início às assembleias regionais. A primeira região a sediar o encontro foi a de Encantado, que recebeu associados nesta terça-feira, dia 10. O encontro ocorreu no Clube Comercial de Encantado e marcou o início do processo assemblar 2015 da Dália Alimentos.

A abertura oficial foi realizada pelo presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, que saudou os presentes e abriu os trabalhos. “É um momento muito importante de nivelamento das atividades e ações que a Dália Alimentos desenvolveu no último exercício.”

Para situar as famílias associadas no panorama econômico, o presidente Executivo, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, falou acerca do faturamento, do balanço, dos investimentos e das perspectivas de crescimento da empresa.

Anunciou o faturamento bruto da cooperativa, que no exercício de 2014 foi de R$ 1.025.778.538 (um bilhão, vinte e cinco milhões, setecentos e setenta e oito mil, quinhentos e trinta e oito reais). “É um faturamento histórico, o qual a cooperativa levou 68 anos para atingir tal número. Nos últimos cinco anos a Dália Alimentos vem registrando e distribuindo lucro, assim como o ano de 2014, que foi um ano de bons resultados”, comemora.

Freitas também destacou que a Dália é a única cooperativa do Brasil que não tem lucro nas operações junto aos associados. “Tudo o que o associado compra é a preço de custo. A direção da empresa entende que uma cooperativa deve ser assim.” Ele destacou, ainda, o Projeto Criança Dália, que neste ano será intensificado, com um estatuto específico e um fundo reserva. “Tudo isso, é claro, passará pela aprovação durante a Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária no dia 20 de março”, explica.

Outros tópicos abordados por Freitas remeteram ao atual cenário do leite, com ênfase à política de preço, que tem como base o Conseleite; além da determinação de melhorar a qualidade do leite, equiparando aos melhores padrões internacionais.

Complexo Avícola

Por fim, Freitas falou sobre o Projeto Complexo Avícola, dando ênfase à sistemática que a Dália Alimentos pretende implantar. Conforme ele, o ASA (América Sociedade Avícola) – nome dado ao projeto – será uma sociedade constituída por pequenos produtores de aves. O investimento desta sociedade será de R$ 40 milhões. “Será um modelo economicamente viável, que buscará pela escala, pela eficiência, pela tecnologia e pela qualidade de vida.”

Contudo, Freitas adianta que a empresa está encontrando dificuldades para a implantação do projeto quanto aos aspectos burocráticos. “As dificuldades são inúmeras, desde a escolha de uma área de terra que obedeça às legislações até as linhas de financiamento disponíveis. Estamos com uma equipe trabalhando neste projeto e esperamos que até o dia 30 de junho tenhamos o contrato para financiamento assinado”, projeta.

Aspecto social

Piccinini deu sequência à assembleia abordando assuntos ligados à área social da cooperativa. Mencionou projetos, dentre eles a Escola do Leite e o Sucessão Familiar; falou dos eventos direcionados aos delegados, aos jovens e às mulheres; e deu enfoque à importância de se fazer o livro caixa e a declaração do Imposto de Renda.

Apresentou o percentual de crescimento em número de associados por região no ano de 2014, sendo que a região que mais registrou aumento foi a de Progresso, com 43%; seguindo por Guaporé, com 28%; Arroio do Meio, com 21%; Serafina Corrêa, com 12%; Candelária e Encantado com 5% cada; Anta Gorda e Júlio de Castilhos com 4% cada.

Por fim, deu enfoque ao Projeto Associativo de Produção Leiteira, que se encontra com obras em andamento nos municípios de Nova Bréscia, Roca Sales, Arroio do Meio e Candelária; a também ao projeto de pesquisa histórica e contemporânea que dará origem a um livro, o qual prevê lançamento para junho de 2017, época dos 70 anos da cooperativa.

No encerramento, o conselheiro da região de Encantado, Pasqual Bertoldi, propôs uma reflexão e disse que a Dália Alimentos pertence a todos associados. “A cooperativa é uma extensão da nossa propriedade, por isso devemos defendê-la e carregá-la em nosso peito. A longevidade da Dália depende de todos nós.”

Piccinini fez eco à manifestação de Bertoldi e acrescentou que o associado tem demonstrado o sentimento de pertencer à cooperativa e que o profissionalismo e a determinação são essenciais para a perpetuação dos negócios. “No momento em que os associados de uma cooperativa participam efetivamente das assembleias e das reuniões técnicas, bem como quando a cooperativa proporciona, através de seus resultados, a participação dos associados, seja através de operações na compra de insumos a preço de custo e na participação das sobras, não há outra afirmação a fazer: a essência do cooperativismo está se materializando”, finaliza Piccinini.

Datas e locais das Assembleias Regionais (Início sempre às 10h)

  • Dia 12.02.15 – Candelária / Local: ACIC Candelária / Almoço: Clube Rio Branco
  • Dia 19.02.15 – Júlio de Castilhos / Local: Parque de Exposições de Júlio de Castilhos
  • Dia 20.02.15 – Arroio do Meio / Local: CTG Querência de Arroio do Meio
  • Dia 24.02.15 – Serafina Corrêa / Local: Câmara de Vereadores / Almoço: Clube dos Motoristas
  • Dia 26.02.15 – Guaporé / Local: Sociedade XV de Novembro / Almoço: CTG de Guaporé
  • Dia 03.03.15 – Anta Gorda/ Local: Clube Carlos Gomes / Almoço: Salão Comunidade Dossena
  • Dia 05.03.15 – Progresso / Local: Salão Paroquial
  • Dia 20.03.15 – Assembleia Geral Ordinária (AGO) e Assembleia Geral Extraordinária (AGE) em Encantado

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...