Cooperativa Languiru premiada por excelência em gestão

A Cooperativa Languiru recebeu, na terça-feira, dia 19, o Troféu Bronze do 1º Prêmio Sescoop Excelência de Gestão, promovido pelo Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), em evento na capital federal, Brasília. Na oportunidade a cooperativa teutoniense esteve representada pelo seu vice-presidente, Renato Kreimeier, e pela gerente de Recursos Humanos, Tânia Schardong.

As cooperativas brasileiras são referência em gestão e governança, e 28 delas se destacaram nesse caminho da profissionalização dos negócios e do melhor retorno aos cooperados. Divididas em seis diferentes ramos, foram premiadas pelas suas boas práticas de gestão e governança, classificadas em três troféus: Ouro, Prata e Bronze. A premiação busca auxiliar as cooperativas a vencerem desafios, preparando-as para o mercado competitivo, oportunizando que aprendam umas com as outras, colocando em prática o princípio da intercooperação. “As cooperativas têm cumprido a sua grande missão, de proporcionar aos associados maior renda, qualidade de vida e felicidade. É o que vemos claramente no dia a dia de cada uma delas e pudemos constatar nessa primeira edição do Prêmio”, ressaltou o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas.

O prêmio

Desenvolvido em parceria com a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), o Prêmio Sescoop Excelência de Gestão foi baseado no Modelo de Excelência de Gestão (MEG®), metodologia disseminada pela FNQ para auxiliar empresas de todos os portes e setores na busca pela excelência da gestão. “Além de concorrer ao Prêmio, todas as cooperativas inscritas receberam um relatório de diagnóstico, com pontos fortes e oportunidades de melhoria da gestão, um feedback que traz um profundo diagnóstico da gestão das cooperativas. Desta forma procuramos colaborar para melhoria contínua dessas empresas e para o aumento da competitividade”, explica o superintendente-geral da FNQ, Jairo Martins.

Ao todo, 316 cooperativas se inscreveram para o Prêmio, as quais passaram por diferentes fases de avaliação. O instrumento usado para essa avaliação foi o mesmo do Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC), também formulado pelo Sistema OCB, alcançando os seguintes critérios de “excelência de gestão”: relacionamento com cooperados, lideranças, clientes, colaboradores, fornecedores, sociedade, processos e resultados.

Ao preencherem os questionários próprios para concorrer ao Prêmio, as cooperativas receberam pontuações que dão origem a três índices: índice de gestão, índice de governança e o terceiro, uma ponderação dos outros dois, o Índice de Sustentabilidade Cooperativista. A partir deste índice – considerado nota de corte – seguiram-se cinco etapas avaliativas distintas, envolvendo, inclusive, a verificação in loco por avaliadores sobre as respostas apresentadas pelas cooperativas e decisões tomadas por um Comitê e uma Banca Julgadora.

Das 28 premiadas, somente duas cooperativas gaúchas do ramo agropecuário integram este ranking, a Languiru de Teutônia e a Cotrijal de Não-Me-Toque.

Trabalho reconhecido

O presidente da Languiru, Dirceu Bayer, se disse feliz com mais esta premiação, depois da cooperativa figurar entre as 500 Maiores do Sul da Revista Amanhã e ser agraciada com o Prêmio Vencedores do Agronegócio, realizado pela Federasul. “A premiação da OCB vem coroar o trabalho dedicado da cooperativa, de todos os seus colaboradores e associados, evidenciando nossa atenção à gestão e à governança. Vivemos um novo momento, em que colhemos os frutos da reestruturação iniciada há dez anos. Nesse contexto, o relacionamento com nossos associados é um dos pilares do sucesso da Languiru, visto que o quadro social é o maior patrimônio da cooperativa.” Bayer compartilha o prêmio com toda “Família Languiru”, representada por seus produtores, seus 5,3 mil associados e 2,3 mil colaboradores. “A Languiru gera benefícios e desenvolve as comunidades onde está inserida, e mais esta conquista retrata o grande crescimento da cooperativa nos últimos anos”, concluiu.

Importância da educação

O vice-presidente da Languiru, Renato Kreimeier, agradeceu o reconhecimento ao trabalho da cooperativa, classificando a educação como necessidade vital para o sucesso da boa gestão. “É uma grande satisfação integrarmos este seleto grupo de cooperativas premiadas, reconhecimento da nossa filosofia de diversificação das atividades, de valorização e geração de renda para os associados, de gestão profissional e, principalmente, de trabalho pela permanência do jovem no meio rural”, disse, destacando ainda o novo Programa de Sucessão Familiar oferecido pela Languiru aos jovens associados e filhos de associados. “Este trabalho com os jovens associados da Languiru está baseado na perenidade da cooperativa. Acreditamos no potencial dos jovens e buscamos cada vez mais a sua participação e envolvimento nas atividades das propriedades rurais e na cooperativa da qual são donos.”

A gerente de Recursos Humanos da Languiru, Tânia Schardong, igualmente ressaltou o trabalho em equipe, o esforço coletivo e a cooperação de todos. “Este prêmio, de âmbito nacional, permitiu-nos antecipar em dois anos a meta definida em nossa Visão Empresarial de ‘agregar valor na produção e transformação de alimentos de pequenas propriedades rurais, tornando-se referência nacional até 2015’. Estamos muito felizes e orgulhosos com a honraria, que nos estimula a prosseguirmos intensamente em busca da excelência da gestão da cooperativa.”

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...