Cooperativa Languiru comemora melhor resultado da história

A Cooperativa Languiru, de Teutônia, realizou, na manhã da última quarta-feira, dia 12, Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária. Tendo por local a Associação dos Funcionários da cooperativa, o evento contou com a participação de cerca de 200 pessoas, entre associados, colaboradores, autoridades e representantes de entidades parceiras.

Com a terceira e última convocação às 8h30min, as boas-vindas foram dadas pelo presidente Dirceu Bayer, que definiu o último exercício como um ano muito importante. “Estamos colhendo os frutos dos investimentos e trabalho conjunto realizado ao longo dos últimos anos. Em 2013 a Languiru registrou o melhor resultado de sua história, o que compartilhamos com todos os nossos associados.”

O vice-presidente Renato Kreimeier seguiu a ordem do dia, com apresentação do demonstrativo técnico, cujos dados puderam ser acompanhados pelos associados no telão e no Relatório de Atividades 2013, material especial impresso e distribuído na recepção da Assembleia. “Hoje é um dia especial, num bom momento da Languiru, fruto do trabalho de toda ‘Família Languiru’, formada pelos nossos associados, colaboradores e clientes. Nos últimos 12 anos a cooperativa cresceu mais de cinco vezes, e é esta a Languiru da qual os associados são donos.”

Kreimeier ainda falou de números da produção, com destaque para os reflexos de investimentos nas unidades industriais, como a nova peletizadora na Fábrica de Rações, em Estrela. “Isto nos permitiu um salto de qualidade, que refletiu na melhora dos índices de eficiência de todo sistema produtivo, em conjunto com o trabalho dos associados, que também investiram em tecnologia”, frisou o vice-presidente.

Dados econômicos e financeiros

Bayer deu continuidade à ordem do dia com apresentação dos dados econômicos e financeiros da cooperativa, reafirmando que 2013 fica marcado como um ano de comemoração por ser o melhor em toda história da Languiru. “Com o faturamento bruto de R$ 845 milhões, tivemos um avanço de 500% nos últimos anos. O crescimento econômico é importante, assim como atender às necessidades dos nossos associados”, disse o presidente, fazendo questão de recordar o passado de dificuldade, quando sugeriu momento de oração em agradecimento.

Sobre perspectivas para o exercício de 2014, Bayer adiantou a expectativa de alcançar R$ 1 bilhão em faturamento bruto. Nesse contexto, salientou os volumes de negociação com o mercado externo, cujos negócios internacionais com mais de 40 países superaram os R$ 74,6 milhões em 2013, e no próximo ano terão incremento com início das exportações do novo Frigorífico de Suínos.

O assessor administrativo da cooperativa, Mário Stockmann, apresentou indicadores técnicos, como os balanços patrimonial ativo e passivo, demonstrações contábeis e sobras do último exercício. O faturamento bruto da Languiru em 2013 alcançou R$ 845,1 milhões e o resultado líquido foi de R$ 24,1 milhões. Os investimentos alcançaram mais de R$ 27,4 milhões.

Num comparativo entre 2012 e 2013, a cooperativa apresentou crescimento superior a 30% no período, e a expectativa para o resultado de 2014 é que esse seja 20% superior ao de 2013, chegando a R$ 1 bilhão em faturamento bruto.

O assessor administrativo Silério Hamester também apresentou projeções da Languiru para 2014, cujo orçamento estimado é de R$ 1 bilhão e investimentos, principalmente em automação de processos industriais, de R$ 52 milhões.

Distribuição das sobras

Ainda em regime de Assembleia Geral Ordinária, Bayer conduziu a votação da destinação das sobras do exercício. “Tivemos um ano muito bom e é importante que os associados também tenham retorno. No melhor momento histórico da Languiru, apresentamos proposta inédita, uma forma de valorizar a confiança que os associados depositaram na cooperativa nesses anos todos. É algo merecido, motivo de muita alegria e satisfação”, disse.

A proposta apresentada e aprovada pelos associados terá incremento no percentual de retorno financeiro da conta-movimento dos associados (que considera percentual de retorno conforme compras nas unidades comerciais e industriais e entrega da produção à cooperativa), com o valor restante à disposição dos associados em forma de recurso financeiro, nomeado como Cheque Páscoa e que será entregue a partir do mês de abril. Além disso, outro percentual das sobras ainda será reinvestido na conta capital de cada associado. Ao todo, serão devolvidos aos associados da Languiru mais de R$ 2,8 milhões.

Eleição do Conselho Fiscal

Por fim, após leitura dos pareceres favoráveis da auditoria independente e do Conselho Fiscal, ocorreu eleição e posse dos novos integrantes do Conselho Fiscal, cujo mandato será até a Assembleia Geral Ordinária de 2015. Dos três membros efetivos e três suplentes, foram escolhidos quatro novos integrantes, ficando o CONFISC composto pelos associados Adriano Horst, Marco Aurélio Graff e Eliseu Wahlbrick (conselheiros efetivos) e Lauri Graff, Marco Alexandre Klafke e André Eroni Dickel (conselheiros suplentes).

Nos assuntos gerais, a gerente de Recursos Humanos, Tânia Schardong, apresentou a nova filosofia empresarial da Languiru, atualizada a partir do Planejamento Estratégico. O presidente Dirceu Bayer ainda destacou projetos direcionados especialmente aos jovens associados e filhos de associados, como o Programa Aprendiz Cooperativo e o Programa de Sucessão Familiar.

Assembleia extraordinária

Em regime de Assembleia Extraordinária, os advogados Ney Arruda Filho e Renata R. M. Rosa, apresentaram as alterações estatutárias previstas na ordem do dia. “A reforma estatutária se faz necessária em face do crescimento da cooperativa e das atividades desenvolvidas, atendendo exigências legais”, justificaram.

Entre as alterações estatutárias aprovadas pelos associados estão o novo ramo de atividades da Languiru, com a inclusão do Posto de Combustíveis, e a alteração de endereço da sede administrativa para o novo prédio adquirido no Bairro Languiru, em Teutônia.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...