Construmóbil recebe 21 mil visitantes e gera R$ 29,8 milhões em negócios

Fortalecida como uma das maiores feiras de decoração do interior do Rio Grande do Sul, a Construmóbil terminou neste domingo, dia 27. O evento correspondeu às expectativas de quem organizou, de quem expôs e de quem visitou. O resultado disso pode ser medido pelo volume de público e negócios. A Construmóbil 2015 fechou com R$ 29,8 milhões, entre vendas fechadas e prospectadas, representando acréscimo de cerca de 30% em relação à edição de 2013. Em termos de público, foram 21 mil visitantes. “Mencionei na abertura que esquecêssemos a palavra crise. Mas os expositores já tinham pensado nisso antes de mim. O resultado nos surpreendeu. As empresas vieram para a feira com otimismo, mostraram brilho, preparação e percepção de que era o momento de fazer algo diferente”, avalia o presidente da comissão organizadora, Clécio Vargas. Ao considerar quem frequentou a feira, destacou a qualidade do público, pelo interesse manifestado, o prestígio de quem é do Vale do Taquari, simultâneo ao número significativo de pessoas de outras regiões presentes.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), Alex Schmitt, o objetivo da entidade também foi plenamente atingido. “Fazemos feiras porque queremos proporcionar o desenvolvimento econômico, social e ambiental. O evento deu sua contribuição para os resultados e a consciência deste conceito baseado nos três pilares”.

O trabalho, a organização e o planejamento da feira foram enaltecidos pelo prefeito Luís Fernando Schmidt. “Mostramos que aqui as pessoas não se curvam a qualquer crise. Os números mostram o nosso perfil, uma cultura diferente”. O prefeito ainda lembrou sobre as tratativas para a construção de um grande centro de eventos com 21 entidades no Parque do Imigrante. “Estamos avançando e isso vai vir em benefício de todos”.

Cidades Criativas

O público da região não só fez negócios a partir da Construmóbil, como atendeu o convite da comissão organizadora de pensar a região diferente com o tema Cidades Criativas. O trabalho realizado dois meses antes da feira oportunizou eventos para refletir sobre mobilidade urbana, patrimônio histórico, economia criativa, ambiente e desenvolvimento e espaços públicos. A partir daí, a população prestigiou o evento Arte na Praça, no Centro de Lajeado, buscando chamar a atenção para a valorização da Praça Marechal Floriano Peixoto, e abraçou o prédio antigo dos Correios. Mais de 200 pessoas se engajaram na Pedalada Cidades Criativas, circulando de bicicleta por vários bairros de Lajeado. Por fim, um grupo de pessoas de diferentes áreas reuniu-se no Café no Prédio Histórico, realizado na quase centenária Casa Born, debatendo ideias e alternativas para as construções antigas da cidade.

Todas as discussões integraram o painel de debates realizado durante a feira (quarta-feira), com a presença de cinco especialistas. O bate-papo foi acompanhado por 344 pessoas de diversas partes do Brasil e outros países na transmissão on-line, além de gerar um documento que serve de base para ações futuras.

Atividades técnicas

As atividades técnicas foram prestigiadas por mais de 200 pessoas e contemplaram os temas decoração de interiores, arquitetura sustentável e mercado imobiliário. A tradicional Rodada de Negócios registrou R$ 810 mil em negócios, entre fechados e prospectados. A atividade foi uma realização do Sebrae e teve a participação de nove empresas compradoras e 35 vendedoras, vindas de toda a região. Ao todo, foram feitas 160 reuniões entre as organizações dos setores de construção civil, mobiliário, decoração e prestadores de serviços.

Carbono neutro

Pela terceira vez, a Construmóbil é um evento neutralizado. A comissão organizadora da feira vai fazer a compensação das emissões de carbono com o plantio de 63 mudas de árvores nativas. O compromisso assumido rende à feira o Selo Carbono Neutro. A quantidade de plantas é definida a partir de um acompanhamento das atividades geradoras de gases do efeito estufa. O lixo orgânico e reciclável foi o principal critério de avaliação. Até as 10h deste domingo, dia 27, foram produzidas mais de uma tonelada de lixo reciclável e 439 quilos de resíduos orgânicos.

A Construmóbil 2015 ocorreu entre 22 e 27 de setembro, no Parque do Imigrante, em Lajeado. A feira é uma realização da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Prefeitura de Lajeado. Teve o patrocínio de Fruki e Caixa Econômica Federal e apoio de Sinduscom Vale do Taquari, Certel, Max Ambiental, Corsan, Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo, Sebrae e Banco do Brasil.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...