Construmóbil 2015 vai neutralizar emissões de gases do efeito estufa

Pelo terceiro ano consecutivo, a Feira da Construção Civil, Mobiliário e Decoração do Vale do Taquari (Construmóbil) se desafia a ser um evento sustentável. A sétima edição, que ocorre entre os dias 22 e 27 de setembro deste ano, vai neutralizar as emissões de gases de efeito estufa. O controle será feito a partir do levantamento do consumo de energia elétrica, combustíveis fósseis, quantificação da geração de resíduos orgânicos e recicláveis da feira, entre outras informações relevantes para o levantamento.

“A iniciativa é mais comum em empresas. Em se tratando de feiras, é a única que conhecemos no Estado. A Construmóbil serve de incentivo para que as pessoas, empresas e entidades se conscientizem sobre ações em prol do meio ambiente”, avalia a engenheira ambiental da Certel, Tatiana da Costa. Para ela, embora local, é um bom exemplo em nível global, considerando que muitos países possuem metas para redução das emissões, mas que não são cumpridas.

Diana Blum Künzel, da comissão organizadora da feira, também adianta que há tratativas em andamento com uma cooperativa de recicladores de Lajeado. “O grupo será responsável por recolher e separar os resíduos recicláveis, bem como quantificar a geração de resíduos (orgânicos e inorgânicos). Assim, também faremos algo “social”, pois retornará em valores para a cooperativa”.

A neutralização se dá com a compensação do plantio de árvores. Na última edição da feira, em 2013, foram plantadas 56 mudas no Bairro Jardim do Cedro, em Lajeado. O desafio é, a cada edição, tentar diminuir este número. “O inventário das emissões nos proporciona identificar e quantificar as principais fontes de emissão, para então buscar formas de reduzi-las”, observa Tatiana.

A neutralização das emissões de gases do efeito estufa está em sintonia com o tema da Construmóbil 2015 – Cidades Criativas. Através dele, a feira propõe que ações coletivas se sobreponham, e que ocorram as conexões entre público e privado, local e global.

A iniciativa conta com a parceria da Certel de Teutônia e Max Ambiental de São Paulo, empresa detentora do Certificado de Registro da marca Carbono Neutro, concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial, e supervisão da Ambientar Consultoria Ambiental. O Selo Carbono Neutro segue os padrões internacionais estabelecidos pelo IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) da ONU.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...