Conhecimento para elevar produtividade

Durante o 3º Simpósio da Tecnologia e Produção, organizado pela Associação Rural de Lajeado (Arla) em parceria com a Cooperval, especialistas destacaram a importância do produtor melhorar a gestão do negócio.

Conforme o presidente da Cooperaval e Arla, Orlando Stein, o caminho do sucesso está na eficiência. É preciso tomar as decisões certas, no momento exato, orienta. De acordo com o professor Paulo Zimmer, da UFPEl, os pequenos detalhes que às vezes passam desapercebidos se tornam fundamentais para o sucesso das atividades. “Regulagem da máquina, momento ideal de semear, de aplicar os fungicidas, tudo reflete em produtividade. Precisamos buscar conhecimento e saber aplicar bem a informação na prática”, ensina.

Mauro e o filho Gabriel Berganthal, de Venâncio Aires, cultivam 50 mil pés de fumo e 15 hectares de soja por ciclo. A necessidade é elevar a produtividade e os lucros na mesma área de terras a cada ano. Segundo Mauro, a meta é alcançada com boa informação e genética. “Precisamos fazer mais com menos.”

A atividade reuniu na última quinta-feira, dia 16, em torno de 200 produtores de soja e milho dos vales do Taquari e Rio Pardo, no Clube dos Quinze, em Lajeado.

“Rentabilidade é proporcional ao conhecimento aplicado por hectare”

O engenheiro agrônomo, Dirceu Gassen, diz que a agricultura é um negócio de pessoas, habilidade e atitude.

Como atingir melhor produtividade sem elevar os custos?
Dirceu Gassen –
A planta é um ser vivo que se comporta e tem necessidades iguais a um animal. Precisamos pensar como ela. Se falasse, diria o que para nós? O ciclo produtivo é muito rápido. É necessário cuidar da estrutura do solo, da capacidade de absorver água e nutrientes, pois ela se alimenta diariamente. Manejar o cocho para a planta como para um animal. Durante os meses de abril, maio e junho, nossas lavouras ficam abandonadas. É hora de fazer a cobertura verde, dar suporte para a raiz se fixar, conforto para retirar seu alimento. A rentabilidade da lavoura é proporcional ao conhecimento aplicado. A grande falha é diminuir a aplicação de adubo quando ele está mais caro e ao mesmo tempo comprar uma variedade nova para produzir mais. Melhor plantar menos e bem, que gera renda e melhorar a área ruim de solo, para gerar mais no ciclo seguinte.

Sabemos manejar os recursos naturais disponíveis como volume de chuvas?
Gassen – Não podemos produzir melhor a qualquer custo. Tem que calcular, medir e quantificar. Vivemos numa região do mundo maravilhosa de termos de chuva. Na Argentina, nos EUA onde está situado o anel da soja, milho, onde se produz quase 50% dos grãos do mundo, chove 700 milímetros. Em Lajeado, chove 1,8 mil milímetros. Em anos de seca, nós temos que manejar, planejar, saber aproveitar. A planta não precisa só de sais, fósforo, potássio, cálcio, magnésio. Esses compõem apenas 5% do grão. Os outros 95% são carbono, hidrogênio, oxigênio, e nitrogênio. Para produzir um quilo de soja ou trigo, a planta gasta mil litros de água e 50 gramas de nutrientes. O segredo para uma boa produtividade é criar condições para a planta atingir seu potencial máximo.

Qual a importância da cobertura para o solo?
Gassen – Ela é a pele de proteção. Quando a gota da chuva cai, não desestrutura, não espalha, não forma limo nem crosta. A palha faz sombra para a superfície, permite a raiz buscar os nutrientes dos quais precisa. A raiz é o músculo do atleta solo. Ao melhorar sua estrutura, criamos canais de absorção de água, formamos uma esponja para filtrar e armazenar a água. O passeio das máquinas deve ser reduzido. Onde passa a roda do trator, a estrutura fica corrompida, compacta o solo e reduz a possibilidade de manter a umidade.

Considerações finais
Gassen – A lavoura é um negócio de pessoas, com informação, habilidade, atitude de fazer, colocar na prática o aprendizado adquirido nas reuniões. Para produzir mais, eu tenho que mudar. Para mudar, tenho que ter coragem e isso é de poucos. Os negócios vão bem se você é competitivo e gera renda. Cada vez mais a seleção está por pessoas que fazem bem-feito, em qualquer atividade. Quem faz certo tem ganhos e beneficia todos os elos da cadeia produtiva.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...