Concluído o novo Posto de Saúde do Bairro Teutônia

O novo Posto de Saúde do Bairro Teutônia está com as obras de construção concluídas, ao lado do ginásio de esportes da Escola Municipal Alfredo Schneider, passando agora pela avaliação final da Engenharia e também liberação da Vigilância Sanitária. A inauguração do prédio ainda não tem data estipulada, principalmente pelos ajustes finais necessários.

O novo Posto de Saúde do Bairro Teutônia terá 193,15 metros quadrados, com rampa de acesso a deficientes, sala de espera, recepção, sanitários, farmácia, sala de enfermagem, consultório de dentista, consultório médico, sala de vacina, sala de observação e toda a estrutura para prestar um bom atendimento à população. Para o local serão transferidos os profissionais e serviços disponíveis na atual unidade, que funciona em outro prédio público no bairro.

O prefeito Renato Airton Altmann explica que o novo local, ao lado do ginásio da EMEF Alfredo Schneider, deixará o atendimento de Saúde mais centralizado no Bairro Teutônia, contemplando os moradores dos novos loteamentos, inclusive da região leste da Via Láctea. O valor a ser investido é de R$ 267.959,01, dos quais R$ 200 mil são oriundos do Ministério da Saúde e o restante é contrapartida de recursos próprios do município.

Preparação dos postos

Além do Posto de Saúde do Bairro Teutônia, a Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, prepara a infraestrutura para o Posto de Saúde do Bairro Boa Vista. Os equipamentos foram adquiridos, faltando chegar alguns e a instalação de todos os materiais. Nos próximos dias deve ser projetada a acessibilidade externa e o ajardinamento dos dois postos.

Dificuldade é a falta de médicos

A secretária municipal de Saúde, Marlene Metz, informa que uma das principais dificuldades é a falta de médicos, principalmente para disponibilizar no Posto de Saúde do Bairro Boa Vista. “Não adianta abrir, inaugurar, o posto agora se não tem médico. E não adianta remanejar médico dos outros postos para Boa Vista, porque senão vamos deixar outra parte da cidade descoberta”, alerta.

A preocupação da secretária é parte de um problema verificado no Brasil interior: a falta de médicos para assumir as atividades nos Postos de Saúde. Por mais esforços que sejam realizados, inclusive com o aumento do padrão salarial da categoria para atrair profissionais, “infelizmente não encontramos médicos para atender”.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...