Comunidade opina sobre a ERS-130

Representantes de empresas, entidades, bairros, Administração Municipal e demais lideranças estiveram reunidos na audiência pública realizada na noite da última quarta-feira, dia 25, no Centro Social/ Comunidade Luterana São Paulo, para discutir o futuro da ERS-130, no trecho de 15,43 km que cortam o município. A extensão inicia na ponte sobre o Arroio Forqueta (divisa com Lajeado) e segue até a ponte do Arroio Divisa (divisa com Encantado), somando quatro pontes no total. Durante duas semanas a comunidade encaminhou sugestões ao Setor de Trânsito do município, elencando as principais necessidades da rodovia que liga Arroio do Meio aos municípios vizinhos, além de ser o principal acesso a diversos bairros locais.

Sob organização do coordenador das secretarias, Klaus Werner Schnack, a audiência contou com a participação ativa do público presente. Diante explanação exibida em slides, quilômetro por quilômetro da via, montada de acordo com as sugestões enviadas por empresas e comunidade em geral, novas ideias e adaptações surgiram e foram alteradas. Os destaques ficaram por conta da execução de ruas laterais, com ciclofaixas iluminadas, em ambos os lados, no trecho da ponte do arroio Forqueta até a comunidade do São José de Palmas; viadutos nos acessos aos bairros Barra do Forqueta, São José/Medianeira, Centro, Dom Pedro II/Aimoré, São Caetano (escavar o aterro existente), Novo Horizonte e no distrito de Palmas, junto à empresa Cosuel. Nos trechos sem ruas laterais, a execução do acostamento para permitir a circulação de pedestres, ciclistas e máquinas agrícolas; rótulas de acesso aos morros São José, Gaúcho/Palmas e retornos. Também foram citados os cuidados a serem tomados devido as cheias junto a projeção das ruas laterais e ao ponto de alagamento da pista existente em Palmas.

As sugestões serão formalizadas e encaminhadas à empresa STE de Canoas que executará o projeto de estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental para a duplicação da ERS, para que este esteja o mais próximo possível da realidade local e demanda da comunidade e município. A empresa está levantando os dados existentes com o Daer e os municípios para concluir os estudos até o final do ano.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...