Comitiva do Vale participa de protesto contra o aumento da carga tributária

O grupo liderado pela Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT) saiu de Lajeado, na terça-feira, dia 22, para acompanhar o processo de votação na Assembleia Legislativa (AL), em Porto Alegre. O empresário Henrique Purper, representando a Câmara do Comércio, Indústria e Serviços de Estrela (Cacis), foi um dos integrantes e destacou que o Governo não se preocupa em reduzir despesas, apenas aumentar impostos. “Dessa forma vai encarecendo tudo”.

O arquiteto Leandro Eckert, da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), frisou que o fardo está muito pesado. “Aumentar a carga tributária vai tornar o Estado cada vez menos competitivo”. Já o empresário Otto Blaas Filho, também da Acil, disse que a medida vai afetar toda a cadeia produtiva. “Aumento de impostos não é sinônimo de aumento na arrecadação”.

O presidente da CIC-VT, Ito Lanius, declarou que a comitiva empresarial foi representando também os cidadãos. “Esse aumento atinge toda a população gaúcha. Com mais carga tributária vamos nos tornar ineficientes”.

“Todo mundo está cansado de pagar cada vez mais impostos. Chega um ponto que se torna insustentável, além do mais, o aumento vai gerar mais desemprego”, destacou o empresário Charles Thomas, da Acisc, de Santa Clara do Sul.

“Esse aumento vai fazer com que na realidade o dinheiro deixe de girar no comércio”, afirmou Lair Fridzen, presidente da CDL Arroio do Meio.

Cada entidade levou uma faixa de repúdio ao aumento do ICMS. O grupo tentou entrar na AL, mas o número de pessoas foi limitado, apenas 4 integrantes conseguiram senhas para acompanhar a votação no plenário.

O projeto foi aprovado por 27 votos a favor e 26 contrários. Lanius lamentou a aprovação do pacote. Mas ressaltou a importância da mobilização. “Gostaria de agradecer todos que de forma voluntária saíram da zona de conforto para protestar contra o aumento. Esse reajuste de 17% para 18% no ICMS vai gerar reflexos negativos. As pessoas vão acabar consumindo menos e com isso, vai aumentar o quadro de desemprego”.

As entidades que participaram da mobilização em Porto Alegre foram:

  • Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil)
  • Câmara do Comércio, Indústria e Serviços de Estrela (Cacis)
  • Associação Comercial, Industrial e Serviços Arroio do Meio (Acisam)
  • Associação Comercial e Industrial de Encantado (Aci-e)
  • Associação Comercial e Industrial de Santa Clara do Sul (Acisc)

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...